Tag: UFC 239

Confira todos os salários do UFC 239

Confira todos os salários do UFC 239

Na noite de ontem (07), aconteceu mais um evento do Ultimate que entrou para a história do MMA mundial. Para um público superior a dezoito mil pessoas e com uma bilheteria que superou os seis milhões de dólares, houveram duas disputa de cinturões e, como de praxe, no dia seguinte muito se fala das bolsas dos atletas, então podemos agora conhecer os salários do UFC 239.

Dentre todos os salários do UFC 239 o maior deles ficou com a brasileira Amanda Nunes. A ‘Leoa’ venceu Holly Holm ainda no primeiro round e faturou a quantia de US$ 590.000 (quinhentos e noventa mil dólares). Enquanto isso, a lutadora derrotada levou para casa US$ 330.000 (trezentos e trinta mil dólares). Se convertidas em Real, as quantias giram em torno de R$ 2.250.000 (dois milhões, duzentos e cinquenta mil reais) e R$ 1.260.000 (um milhão, duzentos e sessenta mil reais), respectivamente.

Leia também
Confira todos os resultados do UFC 239
Confira os salários do UFC 235
Confira os salários do UFC 234

O segundo e o terceiro maior pagamento dentre os salários do UFC 239 ficou com os atletas da luta principal. A cima de tudo, foi um combate memorável e de altíssimo nível. Jon Jones teve ser braço erguido, no entanto, foi por decisão dividida. Além disso, vários fãs ainda questionaram o resultado favorável ao americano. O campeão faturou US$ 540.000 (quinhentos e quarenta mil dólares), enquanto o desafiante levou US$ 380.000 (trezentos e oitenta mil dólares). Dessa forma, se convertidos em Real, as quantias são cerca de R$ 2.000.000 (dois milhões de reais) e 1.450.000 (um milhão, quatrocentos e cinquenta mil reais).

É importante destacar aqui que as quantias citadas já estão com eventuais bônus de vitória e performance embutidos, bem como as eventuais multas ou acréscimos da perda de peso. Da mesma forma, é importante salientar que a venda de Pey-per-view não está no meio dessa somatória.

Os salários do UFC 239 foram divulgados pela Comissão Atlética do Estado de Nevada, e publicados pela primeira vez no MMA Junkie. Ou seja, essas informações não são da Tudo Sobre MMA, é apenas uma reprodução.

Confira todos os salários do UFC 239

Amanda Nunes: US$ 590.000

Jon Jones: US$ 540.000

Thiago Marreta: US$ 380.000

Holly Holm: US$ 330.000

Jorge Masvidal: US$ 265.000

Ben Askren: US$ 213.500

Luke Rockhold: US $ 210.000

Gilbert Melendez: US $ 210.000

Jan Blachowicz: US$ 152.000

Canção Yadong: US$ 144.000

Diego Sanchez: US$ 123.000

Michael Chiesa: US$ 114.000

Claudia Gadelha: US$ 107.000

Marlon Vera: US$ 106.000

Arnold Allen: US$ 69.000

Alejandro Perez: US$ 47.000

Randa Markos: US$ 40.000

Edmen Shahbazyan: US$ 35.500

Jack Marshman: US$ 35.000

Julia Avila: US$ 23.500

Ismail Naurdiev: US$ 17.500

Nohelin Hernandez: US$ 15.500

Pannie Kianzad: US$ 15.500

Foto: Jeff Bottari/Zuffa LLC/Zuffa LLC via Getty Images

UFC 239: Jon Jones vence Thiago Marreta

UFC 239: Jon Jones vence Thiago Marreta

Las Vegas foi palco mais uma vez, de outra edição marcante na história do UFC. A edição 239 do Ultimate contou na sua luta principal com a disputa de cinturão do peso meio pesado. Ou seja, Jon Jones colocou seu título em jogo e o desafiante da noite foi o brasileiro Thiago Marreta.

A luta começou com os atletas se experimentando aos pouco, e a iniciativa foi do americano com o chute baixo. O brasileiro respondeu da mesma forma e quase desequilibrou Jon Jones. Com o passar do tempo a luta foi se soltando e ficando ainda mais tensa. O americano tentava encurralar o brasileiro na grade, e o brasileiro respondia com chute baixos e girando para não deixar o Jones aproximar. Nos minutos finais o brasileiro melhorou sua postura e conseguiu conectar socos contundentes no frontal do Jones. Foi um round parelho mas o resultado foi um pouco mais para o brasileiro.

Leia também
Confira todos os resultados do UFC 239
–  Amanda Nunes nocauteia Holly Holm

Para o segundo segundo assalto os lutadores voltaram com mais atividade. O brasileiro ao desferir um chute acabou aparentemente se machucando, Jon Jones viu a oportunidade e foi para cima, porém foi rechaçado por uma sequência de socos. Posteriormente a esse início emocionante, a luta acabou ficando mais cadenciada. Mesmo com dificuldades, Thiago Marreta não deixava o Jon Jones se impor e respondia todas as investidas. A luta acabou novamente muito parelha mas, vimos mais um round para o brasileiro.

O terceiro round já iniciou mais desacelerado. Thiago Marreta soltou um chute alto mas Jon Jones defendeu muito bem o golpe. O brasileiro soltou uma boa sequência de socos que foi contragolpeada por uma cotovelada que desequilibrou o Marreta. Após isso, Jon Jones ainda acertou uma boa joelhada voadora. A luta foi seguindo e ficando cada vez mais tensa. O brasileiro fez o americano acusar a perna após dois chutes baixos e Jon Jones começou a se impor mais na luta. O americano marcou a distância com duros chutes e com o jogo mais solto, levou o terceiro round.

O quarto round começou eletrizante mais uma vez, o brasileiro chutou baixo e abriu caminho para outra sequência de socos, forçando Jon Jones a recuar. Jones foi cadenciando a luta na longa distância, mas o brasileiro manteve a direita engatilhada. A luta foi para o último minuto bastante tensa e sem muita efetividade. O round mais morno da luta até então, foi para o Jones, empatando a luta.

Para o quinto, ultimo e decisivo round a luta voltou mais pegada. Ambos de guarda alta se experimentando, com o brasileiro tomando a iniciativa. Mesmo sentindo, Thiago Marreta soltou bem o jogo com chutes e sequências de socos que tocavam o frontal do Jones. Nos dois últimos minutos Jon Jones passou a vir mais para cima e começou a pontuar com seus chutes de longa distância. A luta seguiu tensa até o soar da buzina marcando o fim do combate.

O resultado foi decidido na soma das papeletas dos árbitros laterais, que apontaram vitória de Jon Jones por decisão dividida.

Carreira de Jon Jones

Aos 31 anos de idade, Jon Jones manteve seu cinturão mais uma vez. Em seu cartel como lutador são 26 lutas como atleta profissional de MMA. Dessas, venceu um total de 25 vezes, perdeu uma e tem um “no contest”.

Foto: Christian Petersen/Zuffa LLC/Zuffa LLC

UFC 239: Amanda Nunes nocauteia Holly Holm

UFC 239: Amanda Nunes nocauteia Holly Holm

Las Vegas foi palco mais uma vez, de outra edição marcante na história do UFC. A edição 239 do Ultimate contou na sua lua co-principal com a disputa de cinturão do peso galo feminino. Ou seja, Amanda Nunes colocou seu título em jogo e a desafiante da noite foi a americana Holly Holm.

A luta que valia o cinturão do peso galo começou bastante tensa, com as atletas se estudando e procurando a distância ideal. Holly Holm num chute baixo quase conseguiu levar Amanda Nunes ao chão e a brasileira respondeu com um cruzado de direita. Além disso, a americana soltou bons chutes no joelho e um chute alto, que parou na guarda da ‘Leoa’. A brasileira conseguiu levar a luta para o solo, mas a Holly estava ligada e trouxe novamente a luta para cima. Amanda conseguiu ainda conectar três cruzados em sequência, o que seria o resultado lógico do que estava por vir.

Leia também

Com o caminho das pedras já percorrido, e com a distância achada, Amanda Nunes conseguiu conectar um ótimo chute alto. Consequentemente, Holly Holm sucumbiu ao potente chute da brasileira, que apenas sacramentou a vitória por nocaute com um duro soco.

Certamente a Amanda Nunes entra de vez como um dos maiores nomes da história do MMA.

Carreira de Amanda Nunes

Aos 31 anos de idade, Amanda é a única mulher na história a alcançar a marca de ter dois cinturões e ainda manter esses títulos. Em seu cartel como lutadora profissional de MMA, já foram 22 lutas, tendo saído como vencedora em 18 oportunidades.

Amanda Nunes vem de uma sequência de nove vitórias consecutivas e com a moral em alta dentro da maior organização de MMA do mundo. Além disso, a atleta já é considerada por muitos como a maior lutadora de MMA de todos os tempos.

Enquanto o UFC não decide o que fazer com Amanda e seus títulos, ela pode ostentar seus dois cinturões.

Foto: Josh Hedges/Zuffa LLC/Zuffa LLC