Tag: Thiago Marreta

Exames de Marreta confirmam rompimento de todos os ligamentos do joelho

As consequências da dura batalha contra Jon Jones saíram cara para o brasileiro Thiago Marreta no último sábado no UFC 239. O peso-meio-pesado que sentiu uma lesão no primeiro round, passou por exame de ressonância magnética e teve o resultado positivo para o rompimento de todos os ligamento do joelho esquerdo, além do menisco. No joelho direito, existe uma suspeita de lesões parciais do ligamento e também do menisco.

Segundo informações do site Combate, o brasileiro deverá ficar parado por no mínimo oito meses. Marreta agravou a situação da lesão ao continuar na luta, além de lesionar o joelho direito em consequência de usar todo o peso sobre a perna direita, onde já havia operado neste ano.

Marreta acabou derrotado na decisão dividida dos juízes. O lutador surpreendeu e fez uma batalha parelha contra o campeão Jon Jones que manteve o cinturão. O americano recebeu uma suspensão médica de seis meses devido uma suspeita de lesão no pé esquerdo.

Dana White discorda de equilíbrio: “Jon Jones venceu fácil”

A luta principal do UFC 239 no último sábado trouxe grandes emoções para o público da T-Mobile Arena. Em uma luta bastante movimentada, o americano Jon Jones permaneceu com o cinturão meio-pesado ao derrotar o brasileiro Thiago Marreta por decisão dividida.

Entretanto, apesar de parte do público e da imprensa especializada não concordarem com o resultado, inclusive um dos juízes que deu vitória para o brasileiro, o presidente do Ultimate, Dana White, não concordou com o resultado parelho. Segundo o dirigente, Jones venceu com facilidade.

“Uma coisa que você tem que entender é que um cara como Jones, lutou com todos e venceu todo mundo. Ele é um cara que teve uma história dura fora do octógono. E ele continua vencendo todos, está ganhando de lutadores mais jovens, que vêm com tudo. Esse estágio da carreira dele é o que vai defini-lo como o melhor de todos os tempos”, falou Dana em coletiva após o evento.

Dana White também não economizou nos elogios a brasileira, Amanda Nunes. A baiana mais uma vez se apresentou de forma impecável ao nocautear a ex-campeã Holly Holm ainda no primeiro round, aumentando mais seu retrospecto positivo nas últimas lutas.

“Anderson Silva, Georges St-Pierre, Jon Jones… É onde ela está agora. Ela quer a revanche com a Cyborg e nós concordamos. Eu não culpo Cyborg por não querer essa luta, ela não quer essa luta. Amanda tem os dois cinturões, está saudável e quer defender o tempo todo. Ela não está machucada. Ela está lutando com todas as melhores do mundo e não está machucada. Essa mulher é incrível, uma das melhores de todos os tempos. Se Cyborg não quiser a revanche, Amanda vai lutar com outra pessoa”, disse Dana.

CONFIRA OS RESULTADOS DO UFC 239

Confira todos os salários do UFC 239

Confira todos os salários do UFC 239

Na noite de ontem (07), aconteceu mais um evento do Ultimate que entrou para a história do MMA mundial. Para um público superior a dezoito mil pessoas e com uma bilheteria que superou os seis milhões de dólares, houveram duas disputa de cinturões e, como de praxe, no dia seguinte muito se fala das bolsas dos atletas, então podemos agora conhecer os salários do UFC 239.

Dentre todos os salários do UFC 239 o maior deles ficou com a brasileira Amanda Nunes. A ‘Leoa’ venceu Holly Holm ainda no primeiro round e faturou a quantia de US$ 590.000 (quinhentos e noventa mil dólares). Enquanto isso, a lutadora derrotada levou para casa US$ 330.000 (trezentos e trinta mil dólares). Se convertidas em Real, as quantias giram em torno de R$ 2.250.000 (dois milhões, duzentos e cinquenta mil reais) e R$ 1.260.000 (um milhão, duzentos e sessenta mil reais), respectivamente.

Leia também
Confira todos os resultados do UFC 239
Confira os salários do UFC 235
Confira os salários do UFC 234

O segundo e o terceiro maior pagamento dentre os salários do UFC 239 ficou com os atletas da luta principal. A cima de tudo, foi um combate memorável e de altíssimo nível. Jon Jones teve ser braço erguido, no entanto, foi por decisão dividida. Além disso, vários fãs ainda questionaram o resultado favorável ao americano. O campeão faturou US$ 540.000 (quinhentos e quarenta mil dólares), enquanto o desafiante levou US$ 380.000 (trezentos e oitenta mil dólares). Dessa forma, se convertidos em Real, as quantias são cerca de R$ 2.000.000 (dois milhões de reais) e 1.450.000 (um milhão, quatrocentos e cinquenta mil reais).

É importante destacar aqui que as quantias citadas já estão com eventuais bônus de vitória e performance embutidos, bem como as eventuais multas ou acréscimos da perda de peso. Da mesma forma, é importante salientar que a venda de Pey-per-view não está no meio dessa somatória.

Os salários do UFC 239 foram divulgados pela Comissão Atlética do Estado de Nevada, e publicados pela primeira vez no MMA Junkie. Ou seja, essas informações não são da Tudo Sobre MMA, é apenas uma reprodução.

Confira todos os salários do UFC 239

Amanda Nunes: US$ 590.000

Jon Jones: US$ 540.000

Thiago Marreta: US$ 380.000

Holly Holm: US$ 330.000

Jorge Masvidal: US$ 265.000

Ben Askren: US$ 213.500

Luke Rockhold: US $ 210.000

Gilbert Melendez: US $ 210.000

Jan Blachowicz: US$ 152.000

Canção Yadong: US$ 144.000

Diego Sanchez: US$ 123.000

Michael Chiesa: US$ 114.000

Claudia Gadelha: US$ 107.000

Marlon Vera: US$ 106.000

Arnold Allen: US$ 69.000

Alejandro Perez: US$ 47.000

Randa Markos: US$ 40.000

Edmen Shahbazyan: US$ 35.500

Jack Marshman: US$ 35.000

Julia Avila: US$ 23.500

Ismail Naurdiev: US$ 17.500

Nohelin Hernandez: US$ 15.500

Pannie Kianzad: US$ 15.500

Foto: Jeff Bottari/Zuffa LLC/Zuffa LLC via Getty Images

UFC 239: Jon Jones vence Thiago Marreta

UFC 239: Jon Jones vence Thiago Marreta

Las Vegas foi palco mais uma vez, de outra edição marcante na história do UFC. A edição 239 do Ultimate contou na sua luta principal com a disputa de cinturão do peso meio pesado. Ou seja, Jon Jones colocou seu título em jogo e o desafiante da noite foi o brasileiro Thiago Marreta.

A luta começou com os atletas se experimentando aos pouco, e a iniciativa foi do americano com o chute baixo. O brasileiro respondeu da mesma forma e quase desequilibrou Jon Jones. Com o passar do tempo a luta foi se soltando e ficando ainda mais tensa. O americano tentava encurralar o brasileiro na grade, e o brasileiro respondia com chute baixos e girando para não deixar o Jones aproximar. Nos minutos finais o brasileiro melhorou sua postura e conseguiu conectar socos contundentes no frontal do Jones. Foi um round parelho mas o resultado foi um pouco mais para o brasileiro.

Leia também
Confira todos os resultados do UFC 239
–  Amanda Nunes nocauteia Holly Holm

Para o segundo segundo assalto os lutadores voltaram com mais atividade. O brasileiro ao desferir um chute acabou aparentemente se machucando, Jon Jones viu a oportunidade e foi para cima, porém foi rechaçado por uma sequência de socos. Posteriormente a esse início emocionante, a luta acabou ficando mais cadenciada. Mesmo com dificuldades, Thiago Marreta não deixava o Jon Jones se impor e respondia todas as investidas. A luta acabou novamente muito parelha mas, vimos mais um round para o brasileiro.

O terceiro round já iniciou mais desacelerado. Thiago Marreta soltou um chute alto mas Jon Jones defendeu muito bem o golpe. O brasileiro soltou uma boa sequência de socos que foi contragolpeada por uma cotovelada que desequilibrou o Marreta. Após isso, Jon Jones ainda acertou uma boa joelhada voadora. A luta foi seguindo e ficando cada vez mais tensa. O brasileiro fez o americano acusar a perna após dois chutes baixos e Jon Jones começou a se impor mais na luta. O americano marcou a distância com duros chutes e com o jogo mais solto, levou o terceiro round.

O quarto round começou eletrizante mais uma vez, o brasileiro chutou baixo e abriu caminho para outra sequência de socos, forçando Jon Jones a recuar. Jones foi cadenciando a luta na longa distância, mas o brasileiro manteve a direita engatilhada. A luta foi para o último minuto bastante tensa e sem muita efetividade. O round mais morno da luta até então, foi para o Jones, empatando a luta.

Para o quinto, ultimo e decisivo round a luta voltou mais pegada. Ambos de guarda alta se experimentando, com o brasileiro tomando a iniciativa. Mesmo sentindo, Thiago Marreta soltou bem o jogo com chutes e sequências de socos que tocavam o frontal do Jones. Nos dois últimos minutos Jon Jones passou a vir mais para cima e começou a pontuar com seus chutes de longa distância. A luta seguiu tensa até o soar da buzina marcando o fim do combate.

O resultado foi decidido na soma das papeletas dos árbitros laterais, que apontaram vitória de Jon Jones por decisão dividida.

Carreira de Jon Jones

Aos 31 anos de idade, Jon Jones manteve seu cinturão mais uma vez. Em seu cartel como lutador são 26 lutas como atleta profissional de MMA. Dessas, venceu um total de 25 vezes, perdeu uma e tem um “no contest”.

Foto: Christian Petersen/Zuffa LLC/Zuffa LLC

UFC 239 – Resultados: Jon Jones x Thiago Marreta

Foi realizado na T-Mobile Arena, em Las Vegas neste sábado o UFC 239. Liderando o evento, considerado por muitos como um dos melhores de todos os tempos, Jon Jones colocou o cinturão meio-pesado diante do brasileiro Thiago Marreta.

Na co-luta principal, mais uma disputa de cinturão. Amanda Nunes defendeu o o título peso-galo em contra a ex-campeã Holly Holm.

RESULTADOS EM TEMPO REAL DO UFC 239:

CARD PRINCIPAL:

Cinturão peso meio-pesado: Jon Jones venceu Thiago Marreta por decisão dividida (48-47, 47-48, 48-47)
Cinturão peso galo: Amanda Nunes venceu Holly Holm por nocaute técnico aos 4m10s do primeiro round
Peso meio-médio: Jorge Masvidal venceu Ben Askren por nocaute (joelhada voadora) aos 5 segundos do primeiro round
Peso meio-pesado: Jan Blachowicz venceu Luke Rockhold por nocaute (soco) aos 1m39s do segundo round
Peso meio-médio: Michael Chiesa venceu Diego Sanchez por decisão unânime (30-26, 30-26, 30-26)

CARD PRELIMINAR:

Peso pena: Arnold Allen venceu Gilbert Melendez por decisão unânime (30-27, 30-27, 30-27)
Peso galo: Marlon Vera venceu Nohelin Hernandez venceu finalização (mata-leão) aos 3:25 do segundo round
Peso palha: Cláudia Gadelha venceu Randa Markos venceu decisão unânime (30-27, 30-27, 30-27)
Peso galo: Yadong Song venceu Alejandro Pérez venceu nocaute (socos) aos 2:04 do primeiro round
Peso médio: Edmen Shahbazyan venceu Jack Marshman venceu finalização (mata-leão) aos 1m:12s do primeiro round
Peso meio-médio: Chance Rencountre venceu Ismail Naurdiev venceu decisão unânime (29-27, 29-28, 30-27)
Peso galo: Julia Avila venceu Pannie Kianzad venceu decisão unânime (30-27, 30-26, 30-26)

Jon Jones defende o cinturão contra Thiago Marreta no UFC 239; Amanda Nunes enfrenta Holly Holm

Jon Jones já tem seu próximo adversário definido. Segundo informações da ESPN, o americano defenderá o cinturão meio-pesado contra o brasileiro Thiago Marreta no UFC 239, no dia 6 de julho em Las Vegas (EUA). Para o mesmo evento, a brasileira Amanda Nunes irá colocar o cinturão peso-galo em jogo contra Holly Holm.

O polêmico Jon Jones voltará ao octógono pela terceira vez em oito meses. O americano que passou por momentos difíceis nos últimos anos, com escândalos de doping e problemas na justiça americana, vai para sua terceira defesa de cinturão após reconquistar o título depois de bater Alexander Gustafsson por nocaute  em dezembro do ano passado. Em março, realizou a primeira defesa após derrotar Anthony Smith na decisão unânime

Leia também: Marlon Moraes enfrenta Henry Cejudo pelo cinturão peso-galo

Vivendo talvez o melhor momento da carreira, Thiago Marreta está embalado com quatro triunfos seguidos, sendo três por nocaute ou nocaute técnico e um por decisão unânime. Em sua última luta, venceu Jan Blachowicz em fevereiro.

Amanda Nunes buscará a quarta defesa de cinturão. A brasileira recentemente subiu para o peso-pena, e conquistou o segundo cinturão de forma simultânea depois de nocautear Cris Cyborg no UFC 232. Já Holly Holm, vem de vitória sobre Megan Anderson no UFC 225.

CARD DO EVENTO ATÉ O MOMENTO:

Jon Jones x Thiago Marreta – Cinturão peso meio-pesado
Amanda Nunes x Holly Holm – Cinturão peso-galo

Dana coloca Thiago Marreta como próximo adversário de Jones: “É a luta para se fazer”

O próximo adversário Jon Jones parece já estar definido. Quem revelou isso foi o presidente do Ultimate Dana White, em coletiva de imprensa após a vitória do americano no UFC 235, neste sábado em Las Vegas (EUA). O dirigente confirmou o desejo de marcar uma luta entre Jones contra o brasileiro Thiago Marreta.

“Acho que Cormier e Brock Lesnar querem fazer essa luta (contra Jon Jones), mas vocês não querem ver Thiago Santos lutando contra Jon Jones? Ele (Jon Jones) não parece muito animado em ir para o peso-pesado. Amo pensar nessa luta entre Thiago Santos e Jon Jones, quero muito fazer isso acontecer. Essa é a luta para se fazer. O que tenho disponível agora? Isso. Quem você escolheria contra Jon Jones? Eu escolheria Thiago Santos. Ele está muito bem e tem o estilo de luta que tira o melhor de Jon Jones. Adoraria assistir”, falou Dana.

Outro elogiado pelo manda-chuva da organização, foi o meio-pesado brasileiro Johnny Walker, que foi um dos destaques da noite após vencer por nocaute técnico o letão Misha Cirkunov com apenas 36 segundos de luta. Dana também relembrou do momento em que Walker lesionou o ombro, durante a comemoração do triunfo.

“O futuro de Johnny Walker é brilhante. Ele é talentoso demais, só precisa cuidar dessa comemoração – Risos. Espero que ele esteja bem. E olha como ele venceu Misha, em um piscar de olhos. Com uma joelhada incrível, impressionante”, relatou o presidente do UFC.

CONFIRA OS RESULTADOS DO UFC 235

Foto: Getty Images

Thiago Marreta já tem nova luta confirmada

Marreta nocauteia Jan Blachowicz e pede luta pelo cinturão

O brasileiro Thiago Marreta emplacou mais uma vitória neste sábado, em Praga (República Theca). Pela divisão dos meio-pesados, Marreta derrotou o polonês Jan Blachowicz por nocaute no terceiro round na luta principal do evento. Com o triunfo, o carioca de 35 anos igualou Anderson Silva em número de vitórias por nocaute, com 11, ficando atrás apenas de Vitor Belfort.

A luta: Nos dois primeiros rounds, os lutadores desferiram bastante chutes. Marreta soltava pisões nas pernas, enquanto o polonês lançava chutes altos e baixos. Blachowicz aplicou alguns jabs, que atrapalharam Thiago Marreta. Um chute rodado do brasileiro também assustou Blachowicz.

Era a terceira etapa, quando andando para trás, Marreta acertou dois cruzados que derrubaram o polonês. No chão, Jan virou presa fácil para Marreta que aplicou mais socos forçando o árbitro central terminar a luta aos 39s do terceiro round.

Mais quatro brasileiros estiveram em ação. Carlos Diego Ferreira abriu a noite brasileira com vitória sobre o russo Rustam Khabilov. Já Michel Trator, saiu derrotado por decisão unânime em confronto contra Ismail Naurdiev, assim como também o estreante Klidson Abreu contra Magomed Ankalaev. Marcos Pezão foi outro brasileiro superado, diante o veterano Stefan Struve por finalização.

RESULTADOS DO UFC PRAGA:

CARD PRINCIPAL
Thiago Marreta venceu Jan Blachowicz por nocaute técnico aos 39s do terceiro round
Stefan Struve venceu Marcos Pezão por finalização aos 2m21s do segundo round
Michal Oleksiejczuk venceu Gian Villante por nocaute a 1m34s do primeiro round
Liz Carmouche venceu Lucie Pudilova por decisão unânime (30-27, 29-28 e 29-28)
Petr Yan venceu John Dodson por decisão unânime (30-27, 30-27, 30-27)
Magomed Ankalaev venceu Klidson Abreu por decisão unânime (30-27, 30-27 e 29-28)

CARD PRELIMINAR
Dwight Grant venceu Carlo Pedersoli por nocaute técnico aos 4m59s do primeiro round
Chris Fishgold venceu Daniel Teymur por finalização a 1m10s do segundo round
Gillian Robertson venceu Veronica Macedo por finalização aos 3m27s do segundo round
Damir Hadzovic venceu Marco Polo Reyes por nocaute técnico aos 2m03s do segundo round
Ismail Naurdiev venceu Michel Trator por decisão unânime (30-26, 30-27 e 30-27)
Carlos Diego Ferreira venceu Rustam Khabilov por decisão unânime (30-27, 30-27 e 29-28)
Damir Ismagulov venceu Joel Alvarez por decisão unânime (30-27, 30-27, 30-27)

Foto: Josh Hedges/Zuffa LLC/Zuffa LLC via Getty Images

UFC Praga: Marreta e Blachowicz confirmam luta; Diego Ferreira e Klidson não batem o peso

Como já é de costume, um dia antes do evento, aconteceu mais uma pesagem oficial do UFC. Nesta sexta-feira (22), em Praga (República Tcheca) dois brasileiros não bateram o peso. O peso-leve Carlos Diego Ferreira cravou 71,2kg, estourando o limite da divisão que é 70,8kg. Estreante, Klidson Abreu pesou 94,8kg, também ultrapassando o limite, da divisão meio-pesado (93,4kg).

Ambos abriram a mão de bater o peso em um prazo permitido de 1hr, e terão que passar 20% de suas bolsas aos seus adversários: Rustam Khabilov e Magomed Ankalaev respectivamente, que bateram o peso.

Leia também: Georges St-Pierre anuncia aposentadoria do MMA

Protagonistas do evento, Thiago Marreta e Jan Blachowicz passaram sem problemas pela balança. O brasileiro bateu com folga, atingindo 92,6kg, enquanto Jan Blachowicz cravou 93,kg. O evento acontecerá neste sábado (23) com transmissão do Canal Combate às 12h50 (horário de Brasília).

CARD PRINCIPAL:
Peso-meio-pesado (93,4kg) : Jan Blachowicz (93kg) x Thiago Marreta (92,6kg)
Peso-pesado (120,7kg): Stefan Struve (119,3kg) x Marcos Pezão (115,7kg)
Peso-meio-pesado (93,4kg): Gian Villante (93,4kg) x Michal Oleksiejczuk (92,5kg)
Peso-mosca (57,2kg): Liz Carmouche (56,7kg) x Lucie Pudilova (57,2kg)
Peso-galo (61,7kg): John Dodson (61,7kg) x Petr Yan (61,7kg)
Peso-meio-pesado (93,4kg): Magomed Ankalaev (92,5kg) x Klidson Abreu (94,8kg)

CARD PRELIMINAR:
Peso-mosca (57,2kg): Veronica Macedo (57,2kg) x Gillian Robertson (56,7kg)
Peso-meio-médio (77,6kg): Carlo Pedersoli (77,6kg) x Dwight Grant (77,6kg)
Peso-leve (70,8kg): Damir Hadzovic (70,3kg) x Marco Polo Reyes (70,3kg)
Peso-meio-médio (77,6kg): Michel Trator (77,1kg) x Ismail Naurdiev (77,1kg)
Peso-pena (66,2kg): Daniel Teymur ( 66,2kg) x Chris Fishgold (65,8kg)
Peso-leve (70,8kg): Rustam Khabilov (70,8kg) x Diego Ferreira (71,2kg)
Peso-leve (70,8kg): Damir Ismagulov (70,3kg) x Joel Alvarez (70,8kg)

Thiago Marreta já tem nova luta confirmada

Thiago Marreta e Jimi Manuwa se enfrentam no UFC 231

O Ultimate confirmou uma nova luta para o UFC 231. Thiago Marreta enfrenta Jimi Manuwa, pela divisão dos meio-pesados. Ambos se enfrentariam no UFC São Paulo, entretanto, o inglês nascido nos Estados Unidos acabou sendo retirado do evento após sofrer uma lesão. A organização remarcou o embate para o dia 8 de dezembro em Toronto no Canadá.

Em crescente na carreira, Thiago Marreta vem de seis vitórias nos últimos 7 confrontos. O brasileiro de 34 anos, derrotou no UFC São Paulo, o americano Eryk Anders, por nocaute. Na carreira, o carioca possui 19 vitórias e seis derrotas.

Leia também: Vitor Belfort mira retorno contra Wanderlei Silva 

Em fase irregular, Jimi Manuwa foi derrotado por Volkan Oezdemir e Jan Blachowicz nas últimas duas lutas. O peso meio-pesado detém 17 triunfos e quatro revezes em seu cartel profissional.

CARD DO EVENTO ATÉ O MOMENTO:

Peso-pena: Max Holloway x Brian Ortega
Peso-mosca: Valentina Shevchenko x Joanna Jedrzejczyk
Peso-meio-pesado: Jimi Manuwa x Thiago Marreta
Peso-leve: Olivier Aubin-Mercier x Gilbert Durinho
Peso-meio-médio: Chad Laprise x Dhiego Lima
Peso-médio: Elias Theodorou x Eryk Anders
Peso-palha: Cláudia Gadelha x Nina Ansaroff
Peso-pena: Kyle Bochniak x Hakeem Dawodu
Peso-meio-pesado: Devin Clark x Aleksandar Rakic

Foto: Josh Hedges/Zuffa LLC/Zuffa LLC via Getty Images

UFC SP: Thiago Marreta, Eryk Anders, Minotouro e Charles faturam bônus

Em uma noite repleta de grandes lutas, com certeza o UFC não teve vida fácil para escolher os bônus de performance do UFC Fight Night 137, realizado no Ginásio do Ibirapuera neste sábado (22). Em um card que superou as expectativas, Thiago Marreta, Eryk Anders, Rogério Minotouro e Charles do Bronx foram os bonificados com 50 mil dólares (cerca de 200 mil reais).

Charles do Bronx se tornou o atleta com mais finalizações no Ultimate. O brasileiro impôs seu jogo e finalizou Christos Giagos no segundo round. Em um dos combates mais tensos da noite, Rogério Minotouro deixou a torcida em êxtase após virar o duelo contra Sam Alvey depois de conseguir a vitória por nocaute técnico na segunda etapa.

No confronto mais esperado da noite, Thiago Marreta e Eryk Anders travaram um insano embate. Ambos foram chamados de última hora, com o americano sendo o último faltando seis dias para o evento. Marreta mostrou superioridade e por nocaute técnico venceu o segundo triunfo consecutivo.

CONFIRA TODOS OS RESULTADOS DO UFC SÃO PAULO: 
FOTO: Marcos Ribolli
Thiago Marreta vence por no UFC São Paulo

Thiago Marreta nocauteia Eryk Anders em luta memorável no UFC São Paulo

O combate responsável pela luta principal ficou para Thiago Marreta e Eryk Anders. O combate válido pelo pelo meio-pesado era o mais aguardado da noite de lutas no ginásio do Ibirapuera.

A luta começou frenética, Eryk Anders mergulhou nas pernas do brasileiro e conseguiu aplicar a queda. Thiago Marreta bateu no chão e voltou e, já de pé, acertou um bom soco de resposta. Anders seguiu tentando travar a luta e momentaneamente conseguiu, até o brasileiro conseguir conduzir o combate ao centro. No combate de trocação, o brasileiro tentava golpear com chute alto, enquanto Eryk Anders não se arriscava muito. Mesmo parelho, Marreta levou o primeiro round por ter tido mais iniciativa e contundência.

O segundo round também começou a mil com a trocação franca dando as caras logo nos primeiros segundo. Eryk Anders via o perigo da luta em pé e tentava buscar o solo. Thiago Marreta sabe de seu potencial e a todo momento procurava seu oponente. A luta chegou a ir pro solo, mas com Anders com as costas colada no chão e o brasileiro trabalhando por cima. Quando a luta retornou ao centro do tablado, a insanidade de ambos apareceu e ambos se tocaram de maneira contundente, tendo o brasileiro conectado mais golpes. No minuto final a questão física começou a aparecer e o lutadores já demonstravam cansaço, mas no sprint final, Thiago Marreta deu sua sequencia e acabou sendo interrompido após colocar o dedo no olho do adversário. O segundo round também para o brasileiro, que abriu boa margem.

Já no terceiro assalto, Thiago Marreta viu-se em maus lençóis logo no início do round. Eryk Anders conseguiu encurralar e aplicar a queda e logo em seguida ganhar as costas do brasileiro. Com quatro minutos para trabalhar, Anders não soube aproveitar e, Thiago Marreta conseguiu sair da posição de desvantagem. Em seguida, o brasileiro iniciou uma sequencia implacável de golpes, cominando socos com joelhadas mas bravamente seu adversário absolveu. Perto do minuto final, Thiago Marreta foi posto novamente no solo, dessa vez, de costas no chão, mas logo conseguiu levantar-se. Nos últimos segundos, inflamado pela torcida, Thiago Marreta amassou Eryk Anders com duras cotoveladas na cabeça.

Os golpes foram tão contundentes que mesmo após o soar da buzina acabando o round, Eryk não conseguiu se levantar. Vendo essa situação, o juiz encerrou o combate, consagrando Thiago Marreta como o vencedor.

Foto: Reprodução/ Facebook UFC

UFC São Paulo – Resultados: Thiago Marreta x Eryk Anders

Aconteceu neste sábado (22) o UFC Fight Night 137. Diretamente do Ginásio do Ibirapuera em São Paulo. O evento contou com presença de brasileiros em todas as 14 lutas. Na luta principal, Thiago Marreta enfrentou o americano Eryk Anders pela divisão dos meio-pesados.

No co-main event, Alex Cowboy conquistou o segundo triunfo consecutivo, ao vencer Carlo Pedersoli por nocaute técnico. O ex-campeão dos galos, Renan Barão, não reencontrou o caminho das vitórias e possivelmente pode ter feito sua luta de despedida no UFC. O potiguar além de não ter batido o peso, foi superado por Andre Ewell por decisão dividida.

RESULTADOS EM TEMPO REAL:

CARD PRINCIPAL:
Peso-meio-pesado: Thiago Marreta venceu Eryk Anders por nocaute técnico (paralisação) aos 5m do terceiro round
Peso-meio-médio: Alex Cowboy venceu Carlo Pedersoli por nocaute técnico (socos) aos 39s do primeiro round
Peso-meio-pesado: Rogério Minotouro venceu Sam Alvey por nocaute técnico (socos) aos 1m do segundo round
Peso-galo: Andre Ewell venceu Renan Barão por decisão dividida (29-28, 28-28, 29-28)
Peso-palha: Randa Markos e Marina Rodriguez foi declarado empate majoritário (29-28, 28-28, 28-28)

CARD PRELIMINAR:
Peso-leve: Charles do Bronx venceu Christos Giagos por finalização (mata-leão) aos 3m22s do segundo round
Peso-leve: Francisco Massaranduba venceu Evan Dunham por nocaute (joelhada) aos 4m10s do segundo round
Peso-meio-pesado: Ryan Spann venceu Luis Henrique KLB por decisão unânime (30-27, 30-27, 29-28)
Peso-pesado: Augusto Sakai venceu Chase Sherman por nocaute técnico (socos) aos 4m3s do terceiro round
Peso-meio-médio: Serginho Moraes venceu Ben Saunders por finalização aos 4m42s do segundo round
Peso-mosca: Mayra Sheetara venceu Gillian Robertson por finalização (chave de braço) aos 4m55 do primeiro round
Peso-médio: Thales Leites venceu Hector Lombard por decisão unânime (29-28, 29-28, 29-28)
Peso-meio-médio: Elizeu Capoeira venceu Luigi Vendramini por nocaute (socos) aos 1m20s do segundo round
Peso-palha: Lívia Renata Souza venceu Alex Chambers aos 1m21s do primeiro round

FOTO: Guilherme Cruz – MMA Fighting

Manuwa é retirado do UFC SP, e Eryk Anders enfrenta Thiago Marreta

Faltando menos de uma semana para o UFC São Paulo, o card sofreu uma nova mudança em sua luta principal. O inglês Jimi Manuwa sofreu uma lesão, e o americano Eryk Anders entrou em seu lugar para enfrentar o brasileiro Thiago Marreta, no dia 22 de setembro no Ginásio do Ibirapuera, conforme noticiou o site MMA Junkie.

Com mais essa alteração, já são sete mudanças no casamento das lutas para o UFC Fight Night 136. Belal Muhammad, Ketlen Vieira, Mark Godbeer, Glover Teixeira e Antônio Cara de Sapato saíram, além de Neil Magny ser transferido para o UFC Buenos Aires.

Leia também: Alexey Oleinik vence Mark Hunt na luta principal do UFC Moscou

Com 11 vitórias e apenas uma derrota na carreira, Eryk Anders terá a dura missão de se preparar faltando menos de seis dias para o combate. Essa é a segunda luta principal do americano no Brasil esse ano. A primeira foi em fevereiro, quando acabou derrotado por Lyoto Machida no embate principal do UFC Belém. Em sua última luta, se recuperou do revés depois de nocautear TIm Williams.

Thiago Marreta, de 34 anos, vai em busca do segundo triunfo consecutivo. Após ser superado por David Branch, o brasileiro venceu Kevin Holland por decisão unânime no UFC 227.

CARD DO EVENTO ATÉ O MOMENTO:

Thiago Marreta X Eryk Anders
Alex Cowboy X Carlo Pedersoli
Sam Alvey X Rogério Minotouro
Renan Barão  Andre Ewell
Randa Markos X Marina Rodriguez
Charles do Bronx X Christos Giagos
Evan Dunham X Francisco Massaranduba
Luis Henrique X Ryan Spann
Chase Sherman X Augusto Sakai
Ben Saunders X Serginho Moraes
Mayra Bueno X Gillian Robertson
Thales Leites X Hector Lombard
Elizeu Capoeira X Luigi Vendramini
Alex Chambers X Livia Renata Souza

Foto: Arena LTDA/Alamy Live News

Thiago Marreta já tem nova luta confirmada

Thiago Marreta substitui Glover e enfrenta Jimi Manuwa no UFC SP

O  UFC Fight Night 137 tem uma nova luta principal confirmada. Após Glover Teixeira sofrer uma lesão e ser retirado do evento, o Ultimate agiu rápido e já escalou um novo oponente para Jimi Manuwa no dia 22 de setembro em São Paulo. Será o brasileiro Thiago Marreta, conforme noticiou inicialmente a ESPN.

Estreando na divisão meio-pesado, Thiago Marreta busca o segundo triunfo seguido. O carioca de 34 anos vinha de quatro vitórias até ser nocauteado por David Branch em abril. No último dia 4, o atleta da Tata Fight Team se recuperou após vencer Kevin Holland por decisão unânime no UFC 227. Recentemente, o brasileiro admitiu a vontade de subir para divisão acima, depois de relatar as dificuldades no corte de peso.

Leia também: UFC demite 13 atletas; Confira 

Quatro anos mais velhos, Jimi Manuwa tenta recuperação. O inglês-nigeriano vem de dois revés consecutivos, diante de Volkan Oezdemir e Jan Blachowicz. Na carreira, acumula 17 vitórias e quatro derrotas.

CARD DO EVENTO ATÉ O MOMENTO:

Peso-meio-pesado: Jimi Manuwa x Thiago Marreta
Peso-galo: Ketlen Vieira x Tonya Evinger
Peso-meio-médio: Neil Magny x Alex Cowboy
Peso-meio-pesado: Rogério Minotouro x Sam Alvey
Peso-galo: Renan Barão x Andre Ewell
Peso-meio-médio: Serginho Moraes x Ben Saunders
Peso-médio: Antônio Cara de Sapato x Elias Theodorou
Peso-meio-pesado: Luis Henrique KLB x Ryan Spann
Peso-palha: Lívia Renata Souza x Alex Chambers
Peso-meio-médio: Elizeu Capoeira x Belal Muhammad
Peso-leve: Francisco Massaranduba x Evan Dunham
Peso-médio: Thales Leites x Hector Lombard

Foto: Josh Hedges/Zuffa LLC/Zuffa LLC via Getty Images