Tag: Junior Cigano

UFC Raleigh: Curtis Blaydes nocauteia Junior Cigano

E no duelo mais aguardado do UFC Raleigh neste sábado, o americano Curtis Blaydes provou que merece um lugar entre os melhores da divisão dos pesados ao bater o ex-campeão Junior Cigano por nocaute técnico. Com uma atuação segura, Blaydes controlou a luta no primeiro round e no início do segundo despachou o brasileiro na via rápida.

A luta: Curtis Blaydes disparou um chute baixo, depois tentou aproximação mas o brasileiro rechaçou. Cigano manteve a distância mas sempre com a mão direita engatilhada, enquanto Curtis Blaydes também mostrava precaução para não entrar na rota de ataque do brasileiro. Na metade para o fim do round, Blaydes tentou novamente surpreender Cigano buscando as pernas para levar o brasileiro de costas para a grade, mas um golpe baixo do americano pausou a luta e consequentemente o duelo voltou para trocação. Blaydes na reta final manteve superioridade ao encaixar alguns golpes retos no frontal de Cigano.

Logo no começo do segundo round Curtis Blaydes balançou o brasileiro ao conectar um forte direto de direita, Cigano sentiu o golpe, depois o americano conectou um potente cruzado de direita que deu início ao fim da luta com uma sequência avassaladora, terminando a luta por nocaute técnico aos 1m6s do segundo round

RESULTADOS DO UFC RALEIGH:

CARD PRINCIPAL:

Peso pesado: Curtis Blaydes venceu Júnior Cigano por nocaute técnico aos 1m06s do R2
Peso meio-médio: Michael Chiesa venceu Michael Chiesa por decisão unânime (30-27, 29-28, 29-28)
Peso mosca: Alex Perez venceu Jordan Espinosa por finalização (katagatame) aos 2:33 do R1
Peso palha: Angela Hill venceu Hannah Cifers por nocaute técnico (socos) aos 4:26 do R2
Peso meio-pesado: Jamahal Hill venceu Darko Stosic por decisão unânime (29-27, 29-27, 29-27)

CARD PRELIMINAR: 

Peso médio: Bevon Lewis venceu Dequan Townsend por decisão unânime (30-27, 30-27, 30-27)
Peso pena: Arnold Allen venceu Nik Lentz por decisão unânime (29-28, 29-28, 30-27)
Peso mosca: Justine Kish venceu Lucie Pudilova por decisão unânime (30-27, 30-27, 30-27)
Peso galo: Montel Jackson venceu Felipe Cabocão por decisão unânime (30-26, 30-26, 30-25)
Peso galo: Sara McMann venceu Lina Lansberg por decisão unânime (30-27, 30-26, 30-25)
Peso galo: Brett Johns venceu Tony Gravely por finalização (mata-leão) aos 2:53 do R3
Peso pena: Herbert Burns venceu Nate Landwehr por nocaute (joelhada) aos 2:43 do R1

Curta o ‘Tudo Sobre MMA’ no Facebook! 

Francis Ngannou atropela Junior Cigano no UFC Minneapolis

Francis Ngannou mais uma vez provou a força de sua mão pesada. O camaronês precisou de um pouco mais de um minuto para nocautear o brasileiro, Junior Cigano, na luta principal do UFC Minneapolis neste sábado (29). Ainda no octógono após a luta, o peso-pesado pediu uma nova chance pelo cinturão.

A luta começou com os dois aplicando chutes baixos. Cigano bem que desequilibrou Ngannou em um chute baixo, entretanto, o camaronês se recuperou e partiu para cima do brasileiro, que se afastou em um primeiro ataque de Francis. Em sequência, Cigano cometeu uma falha ao tentar um overhand, e Ngannou aproveitou o erro e aplicou dois potentes socos no brasileiro que foi para o chão. No solo, com o brasileiro entregue, não demorou muito para o árbitro Herb Dean interromper a luta.

Brazucas no card: O evento contou com a participação de mais seis brasileiros. Junior Albini, Vinicius Mamute e Jussier Formiga não tiveram uma boa noite e acabaram derrotado. Já Amanda Ribas, Ricardo Carcacinha, e Demian Maia garantiram a vitória verde e amarela.

RESULTADOS DO UFC MINNEAPOLIS:

CARD PRINCIPAL
Francis Ngannou venceu Junior Cigano por nocaute técnico a 1m11s do primeiro round
Joseph Benavidez venceu Jussier Formiga por nocaute técnico aos 4m47s do segundo round
Demian Maia venceu Anthony Rocco Martin por decisão majoritária (29-28, 29-28 e 28-28)
Vinc Pichel venceu Roosevelt Roberts por decisão unânime (29-28, 29-28, 29-28)
Drew Dober venceu Marco Polo Reyes por nocaute a 1m07s do primeiro round
Alonzo Menifield venceu Paul Craig por nocaute aos 3m19s do primeiro round

CARD PRELIMINAR

Ricardo Carcacinha venceu Journey Newson por decisão unânime (30-27, 30-27, 30-27)
Eryk Anders venceu Vinicius Mamute por nocaute a 1m18s do primeiro round
Jared Gordon venceu Dan Moret por decisão unânime (30-27, 30-27 e 29-28)
Dalcha Lungiambula venceu Dequan Townsend por nocaute técnico aos 42s do terceiro round
Amanda Ribas venceu Emily Whitmire por finalização aos 2m10s do segundo round
Maurice Greene venceu Junior Albini por nocaute técnico aos 3m38s do primeiro round

Foto: Getty Images

UFC adianta Cigano x Francis Ngannou para o UFC Minneapolis

O confronto entre os pesos-pesados Junior Cigano e Francis Ngannou foi adiantando em uma semana. Inicialmente marcado para o dia 7 de julho no UFC 239, o Ultimate remarcou o duelo para o dia 29 de junho em Minneapolis (EUA), segundo apurou inicialmente a ESPN. A mudança veio após o cancelamento do confronto entre Tyron Woodley e Robbie Lawler depois de uma lesão de Woodley.

Cigano, de 35 anos, vem embalado com três vitórias seguidas, sobre Blagoy Ivanov, Tai Tuivasa e por último Derrick Lewis. O ex-campeão detém 21 vitórias e cinco derrotas em sua carreira e busca uma nova chance pelo cinturão da categoria até 120kg.

Leia também: Alexandre Pantoja enfrenta Deiveson Figueiredo no UFC 240

Aos 32 anos, Francis Ngannou também busca uma nova disputa pelo título. O camaronês foi derrotado pelo campeão até então da ocasião Stipe Miocic em janeiro de 2018. Desde então, novamente foi superado, dessa vez para Derrick Lewis, e se recuperou em sequência diante de Curtis Blaydes e contra o ex-campeão Cain Velasquez por nocaute.

CARD DO EVENTO ATÉ O MOMENTO:

Peso-pesado: Francis Ngannou x Junior Cigano
Peso-mosca: Jussier Formiga x Joseph Benavidez
Peso-meio-médio: Demian Maia x Anthony Rocco Martin
Peso-meio-pesado: Vinicius Mamute x Roman Dolidze
Peso-pesado: Maurice Greene x Junior Albini
Peso-leve: Drew Dober x Marco Polo Reyes
Peso-pena: Chas Skelly x Jordan Griffin
Peso-meio-pesado: Paul Craig x Alonzo Menifield
Peso-meio-pesado: Justin Ledet x Dalcha Lungiambula
Peso-galo: Sergio Pettis x Ricardo Carcacinha
Peso-leve: Jared Gordon x Dan Moret
Peso-leve: Roosevelt Roberts x Vinc Pichel

Foto : Getty Images

Junior Cigano encara Francis Ngannou no UFC 239

Junior Cigano já tem luta marcada. O brasileiro irá enfrentar o camaronês Francis Ngannou, pela divisão dos pesados no UFC 239, que acontece no dia 6 de julho em Las Vegas (EUA). A notícia é da ESPN.

Após um revés para Stipe Miocic, Junior Cigano emplacou três vitórias consecutivas: Blagoy Ivanov na decisão, Tai Tuivasa e Derrick Lewis por nocaute técnico. Aos 35 anos de idade, o ex-campeão possui 21 vitórias e cinco derrotas e procura um novo triunfo para disputar o cinturão.

Do outro lado estará Francis Ngannou. Um dos lutadores mais temidos do plantel do UFC, possui 13 vitórias, sendo nove por nocaute ou nocaute técnico e três derrotas em sua carreira. O camaronês chegou a disputar o cinturão contra Stipe Miocic, entretanto, foi derrotado por decisão unânime.

CARD DO EVENTO ATÉ O MOMENTO: 

Peso-meio-pesado: Jon Jones x Thiago Marreta
Peso-galo: Amanda Nunes x Holly Holm
Peso-pesado: Junior Cigano x Francis Ngannou
Peso-meio-médio: Jorge Masvidal x Ben Askren
Peso-meio-pesado: Jan Blachowicz x Luke Rockhold

Foto: Getty Images

Junior Cigano nocauteia Derrick Lewis e emplaca a terceira vitória consecutiva

O brasileiro Junior Cigano está próximo de uma nova chance pelo cinturão peso-pesado do UFC. Neste sábado, em Wichita, Kansas (EUA) o brasileiro emplacou o terceiro triunfo seguido ao bater o americano Derrick Lewis por nocaute técnico.

A luta: Cigano começou jogando um golpe de direita no vazio. Em sequência, o brasileiro desferiu chutes baixos, enquanto Lewis respondeu com um cruzado de direita. Após um pausa depois de um dedo no olho de Cigano no americano, Lewis cresceu no combate depois de aplicar mais um bom soco no brasileiro e um chute. Cigano deixou Lewis acuado após um cruzado de direita, entretanto, também balançou no contragolpe com um forte soco do americano. Depois de um chute, Lewis se fechou aparentemente sentindo um golpe na barriga, mas revidou com um direto de direita no brasileiro.

Na segunda etapa, Cigano continuou pressionando Lewis. O americano abafava os ataques do brasileiro com chutes. Em aproximação, Cigano atingiu Lewis com uma grande sequência de golpes terminando a luta por nocaute técnico aos 1m58s do segundo round.

RESULTADOS DO UFC WICHITA

Foto: Getty Images

UFC Wichita – Resultados: Derrick Lewis x Junior Cigano

Em mais uma noite de evento, o UFC realizou o evento neste sábado em Wichita, em Kansas (EUA). Liderando o card, o brasileiro ex-campeão dos pesados Júnior Cigano bateu de frente contra o americano Derrick lewis.

Também tivemos um representante verde e amarelo na co-luta principal. Elizeu Capoeira, emplacou o sétimo triunfo seguido contra o americano Curtis Millender, pela divisão dos meio-médios.

RESULTADOS EM TEMPO REAL:

CARD PRINCIPAL:
Peso-pesado:  Junior Cigano venceu Derrick Lewis por nocaute técnico aos 1m58s do segundo round
Peso-meio-médio: Elizeu Capoeira venceu Curtis Millender por finalização aos 2m35s do primeiro round
Peso-meio-médio: Niko Price venceu Tim Means por nocaute aos 4m50s do primeiro round
Peso-pesado: Blagoy Ivanov venceu Ben Rothwell por decisão unânime (29-28, 29-28, 29-28)
Peso-leve: Drew Dober venceu Beneil Dariush por finalização aos 4m04s do segundo round
Peso-médio: Omari Akhmedov venceu Tim Boetsch por decisão unânime (30-27, 30-27, 30-27)

CARD PRELIMINAR:
Peso-meio-médio: Anthony Rocco Martin venceu Serginho Moraes por decisão unânime (30-27, 30-27, 30-27)
Peso-galo: Yana Kunitskaya venceu Marion Reneau por decisão unânime (29-28, 29-28, 2-28)
Peso-leve: Grant Dawson venceu Julian Erosa por decisão unânime (30-26, 30-27, 29-27)
Peso-pesado: Maurice Greene venceu Jeff Hughes por decisão dividida (29-28, 28-29, 29-28)
Peso-galo: Matt Schnell venceu Louis Smolka por finalização aos 3m18s do primeiro round
Peso-meio-médio: Alex Morono venceu Zak Ottow por nocaute técnico aos 3m32s do primeiro round
Peso-leve: Alex White venceu Dan Moret Dan Moret por decisão unânime (29-28, 29-28, 29-28)

Junior Cigano encara Derrick Lewis no main event do UFC Fight Night 146

O card do UFC Fight Night 146, que será realizado no dia 09 de março em Wichita, Kansas, nos Estados Unidos por mais que ainda não tenha um local confirmado para sua realização, está ganhando forma, e o primeiro lutador tupiniquim foi confirmado.

De acordo com o website norte americano ‘MMA Junkie’, o norte americano, atual 2º colocado do ranking e ex-desafiante ao cinturão dos pesos pesados Derrick Lewis (21v-6d-1NC) irá encarar o brasileiro ex-campeão da divisão até 120 kg e atual 7º colocado Junior Cigano dos Santos (20v-5d) e se vencer o embate, terá grandes chances de novamente disputar o titulo dos pesados.

Leia também: Rose Namajunas defende o cinturão contra Jessica Andrade no UFC Curitiba

Retrospecto de Derrick Lewis e Junior Cigano:

Derrick Lewis vem de derrota. O ‘The Black Beast’ perdeu para seu compatriota e campeão peso pesado Daniel Cormier por finalização com um mata-leão no segundo round do combate que foi realizado no UFC 230 em novembro do ano passado.

Junior Cigano desde que retornou por suspensão por doping na qual foi inocentado, já emplacou duas vitórias consecutivas, sobre Blagoy Ivanov no UFC Fight Night 133 em Julho e em seguida, nocauteou o australiano Tai Tuivasa no segundo assalto do combate que aconteceu em dezembro do ano passado, na luta principal do UFC Fight Night 142.

Confira abaixo o card (até o momento – sujeito à alterações) do UFC Fight Night 146: Lewis vs. Dos Santos:

Peso-pesado: Junior Cigano vs. Derrick Lewis*;
Peso-galo: Marion Reneau vs. Yana Kunitskaya;
Peso-leve: Beneil Dariush vs. Drew Dober;
Peso-pesado: Daniel Spitz vs. Jeff Hughes.

*Luta não confirmada oficialmente pelo UFC.

Foto: Zuffa LLC - Getty Images

Junior Cigano e Mauricio Shogun brilham no UFC Adelaide

O UFC Fight Night 142 teve um balanço positivo para os brasileiros. O evento sediado em Adelaide (Austrália) teve Junior Cigano, Mauricio Shogun e Wilson Reis enfrentando Tai Tuivasa, Tyson Pedro e Ben Nguyen respectivamente.

Na luta principal do evento, Junior Cigano conseguiu um importante nocaute sobre o até então invicto Tai Tuivasa. Apesar de ter um péssimo começo de luta, Cigano conseguiu um bom nockdown no segundo round, sacramentando o nocaute técnico com um ground and pound avassalador.

Na penúltima luta da noite, o curitibano Mauricio Shogun conseguiu um grande nocaute sobre o favorito Tyson Pedro. Shogun começou levando pressão e quase indo a nocaute no primeiro round, mas se recuperou e venceu bem o segundo round, e no terceiro conseguiu um clássico nocaute com uma combinação de jab e direto.

No card preliminar do evento, o brasileiro Wilson Reis abriu a noite brasileira com vitória sobre Ben Nguyen por decisão unânime. Com o triunfo, Wilson interrompeu uma sequência de três derrotas consecutivas.

RESULTADOS DO UFC ADELAIDE

Card principal:

Peso pesado: Júnior Cigano venceu Tai Tuivasa por nugcaute técnico (socos) aos 2:30 do R2.
Peso meio-pesado: Mauricio Shogun venceu Tyson Pedro por nocaute técnico aos 0:43 do R3.
Peso pesado: Justin Willis vence Mark Hunt por decisão unânime (29-28, 29-28, 29-28).
Peso meio-médio: Tony Martin venceu Jake Matthews por finalização (anaconda) aos 1:19 do R3.
Peso pena: Sodiq Yusuff vence Suman Mokhtarian por nocaute técnico (socos no corpo) aos 2:13 do R1.
Peso meio-pesado: Jim Crute vence Paul Craig por finalização (kimura) aos 4:51 do R3.

Card preliminar:

Peso meio-médio: Alexey Kunchenko venceu Yushin Okami por decisão unânime (30-26, 30-26, 30-27).
Peso mosca: Wilson Reis venceu Ben Nguyen por decisão unânime (30-27, 30-27, 30-27).
Peso meio-médio: Keita Nakamura vence Salim Touahri por decisão dividida (30-27, 28-29, 29-28).
Peso mosca: Kai-Kara France venceu Elias Garcia por decisão unânime (30-25, 30-25, 30-26).
Peso leve:  Christos Giagos venceu Mizuto Hirota por decisão unânime (29-28, 29-27, 30-28).
Peso leve: Damir Ismagulov venceu Alex Gorgees por decisão unânime (30-25, 30-26, 30-26).

Junior Cigano e Tai Tuivasa se enfrentam no UFC Adelaide

O duelo principal do UFC Fight Night 142 está definido. Segundo informações do site Combate, o brasileiro Junior Cigano irá enfrentar o australiano Tai Tuivasa pela divisão dos pesados no dia 1 de dezembro em Adelaide na Austrália.

Aos 34 anos, Junior Cigano possui 19 vitórias e cinco derrotas. O ex-campeão dos pesados irá fazer sua segunda luta após ficar mais de um ano afastado do octógono, depois de ter sido flagrado em exame antidoping. O brasileiro provou sua inocência e foi liberado em sequência. No retorno, venceu Blagoy Ivanov em julho deste ano, por decisão unânime.

Nova sensação da divisão, Tai Tuivasa está invicto com oito vitórias. O australiano de 25 anos venceu três lutas no UFC, sobre Rashad Coulter, Cyril Asker e por último AndreI Arlovski na decisão unânime no UFC 225.

CARD DO EVENTO ATÉ O MOMENTO:

Peso-pesado: Junior Cigano x Tai Tuivasa
Peso-mosca: Wilson Reis x Ben Nguyen
Peso-mosca: Ashkan Mokhtarian x Kai Kara-France
Peso-meio-pesado: Jim Crute x Paul Craig

UFC Boise: Cigano vence búlgaro por decisão em retorno

No combate mais aguardado da madrugada deste domingo (15) no UFC Fight Night 133, diretamente de Boise, Idaho nos Estados Unidos. O brasileiro Junior Cigano dominou o estreante Blagoy Ivanov, e por decisão unânime voltou a vencer no Ultimate

O confronto se iniciou com Junior Cigano indo pra cima, cercando Blagoy Ivanov. Com o búlgaro acuado, Cigano buscava as ações da luta, enquanto Ivanov respondia no contragolpe. Dos Santos seguiu encurralando Blagoy com chutes frontais durante todo o primeiro round.

Na segunda etapa, Junior voltou a dominar o centro do octógono. Ivanov prosseguiu tentando surpreender o brasileiro com respostas rápidas aos ataques. Com um tempo de luta melhor, Junior soltava jabs e chutes para minar Blagoy. Apesar do búlgaro tentar tomar as ações da luta, Dos Santos continuou desferindo os melhores golpes. Faltando um pouco mais de 10 segundos, o brasileiro emplacou um bom ataque com um forte cruzado no rosto de Ivanov.

Perdendo parcialmente o duelo, Ivanov no terceiro round tentava buscar mais a luta, entretanto, Cigano replicava com socos no rosto e no corpo do adversário. Em um bom golpe de esquerda, Blagoy fez Junior sentir o ataque. No penúltimo assalto, Junior disparou mais jabs que conectavam no rosto de Ivanov, além de alguns chutes. Em uma tentativa de aproximação, Blagoy encaixou um direto de esquerda em Cigano.

Nos últimos cinco minutos de luta, Junior Cigano retornou a desenvolver na luta com chutes no abdômen. Em um forte overhand de direita, Junior balançou o búlgaro que continuou andando para frente. Os jabs voltaram a funcionar para o brasileiro, neutralizando o ímpeto de Blagoy até o final do embate. Após a luta, Junior Cigano foi declarado o vencedor por decisão unânime.

CONFIRA TODOS OS RESULTADOS DO UFC FIGHT NIGHT 133

UFC Boise – Resultados: Junior Cigano x Blagoy Ivanov

Aconteceu neste sábado (14), o UFC Fight Night 133, diretamente de Boise, Idaho, Estados Unidos. No confronto principal, o brasileiro Junior Cigano enfrentou o búlgaro, Blagoy Ivanov, pela divisão dos pesados.

Leia também: Bellator 202: Julia Budd derrota Talita Nogueira e mantem cinturão; Dudu Dantas é nocauteado e sofre grave lesão

Estreando no Ultimate, o carioca Raoni Barcelos enfrentou Kurt Holobaugh. Uma luta antes do brasileiro, também fazendo sua estreia, a peso-mosca Jennifer Maia, duelou contra a americana Liz Carmouche na terceira luta do card preliminar.

CARD PRINCIPAL:
Peso-pesado: Junior Cigano venceu Blagoy Ivanov por decisão unânime (50-45, 50-45, 50-45)
Peso-meio-médio: Sage Northcutt venceu Zak Ottow por nocaute aos 3m13s do segundo round
Peso-pena: Rick Glenn venceu Dennis Bermudez por decisão dividida (29-28, 28-29, 29-28)
Peso-meio-médio: Niko Price venceu Randy Brown por nocaute técnico aos 1m09s do segundo round
Peso-pena: Chad Mendes venceu Myles Jury por nocaute técnico aos 2m52s do primeiro round
Peso-galo: Cat Zingano venceu Marion Reneau por decisão unânime (30-27, 30-27, 30-26)
CARD PRELIMINAR:
Peso-galo: Alejandro Perez venceu Eddie Wineland por decisão unânime (29-28, 29-28, 29-28)
Peso-pena: Alex Volkanovski venceu Darren Elkins por decisão unânime (30-27, 29-28, 29-28)
Peso-mosca: Said Nurmagomedov venceu Justin Scoggins por decisão dividida (29-28, 28-29, 29-28)
Peso-pena: Raoni Barcelos venceu Kurt Holobaugh por nocaute técnico aos 1m29s do terceiro round
Peso-mosca: Liz Carmouche venceu Jennifer Maia por decisão unânime (30-27, 30-27, 29-28)
Peso-mosca: Mark De La Rosa venceu Elias Garcia por finalização (mata-leão) aos 2m do segundo round
Peso-palha: Jessica Aguilar venceu Jodie Esquibel por decisão unânime (30-27, 29-28, 29-28)

FOTO: GETTY IMAGES
Junior Cigano revela ter medo da USADA

Junior Cigano declara temer a USADA

Após três anos testando os atletas do UFC, a USADA (Agência Antidoping dos Estado Unidos) causou muitas notificações e suspensões. Isso sem dúvida é uma pedra no sapato para vários lutadores e, não é diferente com o brasileiro Junior Cigano. O peso-pesado já foi notificado pela agência.

Junior Cigano teve um incidente em 2017 com a USADA, fato que lhe causou traumas. O brasileiro foi notificado pela Agência Antidoping dos Estado Unidos o que deixou o lutador nove meses afastado. Cigano foi vítima de suplementação contaminada.

Sobre o fato ocorrido, o Junior Cigano ainda não superou o trauma. Em entrevista para o portal americano MMA Fighting, falou um pouco desse momento de tensão em sua carreira.

— Depois que encontraram a substância no meu corpo e me tiraram da luta de Ngannou, continuei treinando, porque achei que eles perceberiam que não era o caso (de doping) e me liberariam para lutar. Continuei treinando e me preparando. Claro, então comecei a me sentir mal com o passar do tempo, mas o apoio das pessoas e da minha família, tendo meu filho comigo, foi crucial. – Disse o lutador.

Leia mais
UFC retira Junior ‘Cigano’ do ranking após notificação da USADA
Trilogia entre Chuck Liddell e Tito Ortiz é confirmada
Aspera FC anuncia expansão na Ásia e retorno ao Brasil

O lutador brasileiro ainda comentou sobre já ser considerado culpado, mesmo sem ter sido julgado. Cigano lembrou o principio jurídico do devido processo legal, que garante que ninguém será considerado culpado que que haja o devido processo que o condene.

— Passei nove meses fora e foi horrível. O problema é que você é considerado culpado antes de qualquer outra coisa. Você é considerado culpado até que se prove inocente. Isso só acontece com a USADA. A lei diz que você é inocente até que se prove a culpa. É uma situação muito ruim e eu não desejo que ninguém passe por isso, especialmente aqueles que não fizeram nada. Isso me afetou muito, mas eu me considero uma pessoa forte, tanto mental quanto fisicamente. Estou feliz que isso esteja no passado e, se Deus quiser, não acontecerá novamente. – Contou Junior Cigano.

Junior Cigano ainda revelou temer as visitas que a USADA faz. O brasileiro ainda contou que acha importante o controle de doping, mas considera que a USADA deve melhorar o seu sistema.

— Eu fico com medo sempre que a USADA vem à minha casa, porque o que aconteceu comigo é algo que eu nunca pensei que fosse acontecer. Então isso tem que evoluir, da maneira que a USADA julga os casos. Mas também acho que é necessário envolvê-los no esporte, porque precisamos saber quem é um campeão de verdade. Qual é o ponto de ter vários caras lutando com um monte de porcaria em seus corpos e com performances que são irreais? Eu acho que é necessário ter um controle de doping, mas a USADA poderia melhorar seu sistema. – disparou o lutador brasileiro.

Carreira de Junior Cigano

Atualmente, Cigano está com 34 anos de idade. Eles está de luta marcada para o próximo dia 14 contra Blagoy Ivanov. Seu atual momento da carreira não é dos melhores, e vem oscilando entre vitória e derrota nas últimas oito lutas. Como lutador profissional, Cigano tem 23 lutas, tendo vencido em 18 ocasiões e amargado 5 revezes.

Foto: Josh Hedges/Zuffa LLC/Divulgação

Junior Cigano enfrenta estreante no UFC Fight Night 133

Conforme noticiou a ESPN nesta segunda-feira (30), o brasileiro Junior Cigano já tem adversário definido para seu retorno ao octógono. Será o búlgaro Blagoi Ivanov no UFC Fight Night 133, pela divisão dos pesados.

Junior Cigano não luta desde maio de 2017, quando foi derrotado pelo campeão Stipe Miocic no UFC 211. Na ocasião, o brasileiro foi nocauteado no primeiro round. Em seguida, o veterano de 34 anos foi notificado pela USADA (Agência Antidoping dos Estados Unidos) por uma possível violação em exame antidoping. Há uma semana atrás, a Agência divulgou um comunicado inocentando o peso-pesado após a comprovação de contaminação em suplementos.

O duelo marcará a estreia de Blagoi Ivanov. O búlgaro de 31 anos detém um cartel com 16 vitórias, uma luta sem resultado e apenas uma derrota. O peso-pesado acumula em sua jornada o cinturão do extinto WSOF, além de ter disputado o cinturão do Bellator em maio de 2014, quando foi derrotado por Alexander Volkov em seu único revés na carreira.

O UFC Fight Night 133 será realizado na Century Link Arena em Boise, Idaho nos Estados Unidos no dia 14 de julho.

CARD DO EVENTO ATÉ O MOMENTO:

Peso pesado: Junior Cigano x Blagoi Ivanov
Peso galo: Cat Zingano x Marion Reneau
Peso meio-médio: Sage Northcutt x Zak Ottow
Peso mosca: Jennifer Maia x Liz Carmouche
Peso mosca: Justin Scoggins x Said Nurmagomedov

Cigano e mais dois brasileiros são liberados pela USADA

Nesta segunda-feira (23), a USADA (Agência Antidoping dos Estados Unidos) divulgou um comunicando liberando os brasileiros Júnior Cigano, Rogério Minotouro e Marcos Pezão por culpabilidade em casos de doping em 2017.

Os três testaram positivo em exames antidoping no ano passado com a substância hidroclorotiazida (diurético). Segundo a Agência, foi confirmado a contaminação dos suplementos dos atletas em farmácias em São Paulo e Rio de Janeiro.

Leia também: Max Holloway defende o cinturão dos penas contra Brian Ortega no UFC 226

A empresa também alegou que irá juntamente com Autoridade Brasileira de Controle de Dopagem (ABCD) e a Polícia brasileira seguir as investigações nas farmácias de manipulação no Brasil.

Por terem ajudado no caso; Cigano, Minotouro e Pezão pegaram uma suspensão de seis meses, o que já possibilita a volta do trio ao octógono.

UFC retira Junior ‘Cigano’ do ranking após notificação da USADA

Geralmente, o ranking da maior organização de MMA do mundo é atualizado durante a semana seguinte a algum evento, mas o Ultimate quebrou a rotina para remover o brasileiro Junior ‘Cigano’ da divisão dos pesado.

UFC retira Junior 'Cigano' do ranking após notificação da USADA 1

O lutador peso-pesado brasileiro Junior ‘Cigano’,  foi cortado da luta contra Francis Ngannou no UFC 215, após ser notificado pela USADA (Agência Antidopagem dos Estados Unidos) por uma possível violação à política antidoping da agencia.

Por meio de suas redes sociais, o lutador fez sua primeira manifestação pública sobre o caso. O lutador não entrou no mérito do exame, porém, ‘Cigano’ ainda garantiu que nunca trapacearia e que isso iria de encontro com o que ele acredita. Para o atleta, foi uma notificação precipitada e a verdade irá prevalecer no final.

LEIA:
Cigano é pego no doping e está fora do UFC 215
[VÍDEO] Junior ‘Cigano’ se pronuncia sobre o possível doping

Junior ‘Cigano’ dos Santos atualmente está com 33 anos de idade, em sua última luta foi nocauteado por Stipe Miocic, quanto tentava reaver o título da divisão. Como lutador profissional de MMA lutou 23 vezes, saindo como o vencedor do combate em 18 oportunidades.