Tag: Colby Covington

Na reta final, Kamaru Usman nocauteia Colby Covington e mantém cinturão

Com requintes de crueldade, o nigeriano Kamaru Usman manteve o cinturão dos meio-médios ao bater o americano Colby Covington na luta principal do UFC 245 neste sábado para domingo em Las Vegas (EUA). O campeão que fez uma luta parelha, na reta final do combate emplacou uma sequência avassaladora pra cima do falastrão finalizando a luta por nocaute técnico.

A luta: Um chute alto de Kamaru Usman assustou Covington no começo da luta. Em sequência a disputa ficou tensa, com a luta partindo para troca franca de golpes. Depois foi a vez de Colby assustar o campeão com uma sequência dura de golpes. O nigeriano conectou potentes golpes na linha de cintura do americano, que não ficava para trás e reagia com chutes e joelhadas voadoras.

O embate na segunda etapa permaneceu frenético. Ambos lutadores não recuaram e seguiram trocando golpes diretos. Já no terceiro round, o ritmo caiu, depois de minutos intensos de troca franca de golpes. Depois de uma aproximação, Covington acabou atingindo o dedo no olho do nigeriano. A luta foi pausada para assistência médica e liberada em seguida.

O nível no penúltimo round cresceu após bons ataques dos dois lados. O clima esquentou no intervalo entre os rounds, com ambos se provocando. Um chute alto de Kamaru Usman no frontal balançou o falastrão, que não andou para trás e seguiu buscando os ataques no quinto round. Um sequência poderosa nos últimos minutos de Kamaru Usman levaram Colby Covington ao solo. No chão, o americano virou presa fácil para o campeão que liquidou a luta antes do final da luta.

VEJA TODOS OS RESULTADOS DO UFC 245 

UFC 245 – Resultados: Kamaru Usman x Colby Covington

Aconteceu neste sábado (14) em Las Vegas (EUA) o UFC 245. O evento contou com três disputas de cinturão. Liderando o evento, o nigeriano Kamaru Usman colocou o cinturão dos meio-médios em jogo contra Colby Covington.

Na co-luta principal, o americano Max Holloway perdeu o título dos galos ao sofrer um revés para o australiano Alexander Volkanovski. E na primeira disputa da noite, a baiana Amanda Nunes enfrentou a holandesa Germaine de Randamie pelo cinturão peso-galo feminino.

Mais Brasil na noite, Viviane Araújo abre a noite brazuca contra a experiente Jessica Eye na segunda luta do card preliminar, enquanto Ketlen Vieira busca uma chance pelo cinturão diante da mexicana Irene Aldana. Já no card principal, o ex-campeão José Aldo desceu para o peso-galo para enfrentar o compatriota Marlon Moraes.

RESULTADOS EM TEMPO REAL: 

CARD PRINCIPAL:
Peso-meio-médio: Kamaru Usman venceu Colby Covington por nocaute técnico aos 4m10s do quinto round
Peso-pena:  Alexander Volkanovski venceu Max Holloway por decisão unânime (48-47, 48-47, 50-45)
Peso-galo: Amanda Nunes venceu Germaine de Randamie por decisão unânime (49-44, 49-46, 49-45)
Peso-galo: Marlon Moraes venceu José Aldo por decisão dividida (29-28, 28-29, 29-28)
Peso-galo: Petr Yan venceu Urijah Faber por nocaute aos 43 do terceiro round

CARD PRELIMINAR:
Peso-meio-médio: Geoff Neal venceu Mike Perry por nocaute técnico aos 1m30s do primeiro round
Peso-galo:  Irene Aldana venceu Ketlen Vieira por nocaute aos 4m51s do primeiro round
Peso-médio:  Omari Akhmedov venceu Ian Heinisch  por decisão unânime (29-28, 29-28, 29-28)
Peso-meio-médio: Matt Brown venceu  Ben Saunders por nocaute aos 4m55s do segundo round
Peso-pena: Chase Hooper venceu Daniel Teymur por nocaute técnico aos 4m34s do primeiro round
Peso-mosca: Brandon Moreno venceu Kai-Kara France por decisão unânime (29-28 x2, 30-27)
Peso-mosca: Jessica Eye venceu Vivine Araújo por decisão unânime (29-28, 29-28, 29-28)
Peso-médio: Punahele Soriano venceu Oskar Piechota por nocaute aos 3m17s do primeiro round

UFC Newark: Colby Covington neutraliza Robbie Lawler e fica perto do cinturão

O próximo desafiante ao cinturão dos meio-médios (até 77kg) do UFC parece já estar definido. Neste sábado, o ex-campeão interino da divisão, Colby Covington, derrotou o ex-campeão Robbie Lawler na decisão unânime, em Newark (EUA).

Com uma atuação para lá de dominante, Covington não deu chances para Lawler, que pouco fez frente ao falastrão. Mesmo com um amplo domínio na luta agarrada, em momentos de trocação, “chaos” também levou perigo ao ex-campeão. Com o triunfo, Colby acumula agora sete vitórias seguidas, enquanto Lawler amarga a terceira derrota consecutiva.

Brasileiros em ação: Na segunda luta da noite, Cláudio Hannibal não teve problemas, e finalizou Cole William aos 2m35s do primeiro round. Já o outro representante brasileiro não teve a mesma sorte. Neto BJJ acabou nocauteado por Nasrat Haqparast aos 36 segundos do segundo round.

RESULTADOS DO UFC NEWARK:

CARD PRINCIPAL
Colby Covington venceu Robbie Lawler por decisão unânime (50-44, 50-45 e 50-45)
Jim Miller venceu Clay Guida por finalização aos 58s do primeiro round
Nasrat Haqparast venceu Netto BJJ por nocaute técnico aos 36s do segundo round
Gerald Meerschaert venceu Trevin Giles por finalização aos 1m48s do terceiro orund
Scott Holtzman venceu Dong Hyun Ma por nocaute técnico (interrupção médica) aos 5m do segundo round
Kennedy Nzechukwu venceu Darko Stosic por decisão unânime (29-26, 28-27 e 28-27)

CARD PRELIMINAR 
Mickey Gall venceu Salim Touahri por decisão unânime (29-28, 28-28, 29-28)
Antonina Shevchenko venceu Lucie Pudilova por finalização aos 1m20s do segundo round
Matt Schnell venceu Jordan Espinosa por finalização aos 1m23s do primeiro round
Lauren Murphy venceu Mara Romero Borella por nocaute técnico aos 1m46s do terceiro round
Cláudio Hannibal venceu Cole Williams por finalização aos 2m35s do primeiro round
Miranda Granger venceu Hannah Goldy por decisão unânime (30-27, 30-27, 30-27)

Foto: Getty Images

Covington desabafa e mira luta contra campeão: “Quero essa luta mais do que qualquer coisa”

Que o americano Colby Covington gosta de polemizar não é novidade. Dessa vez, o campeão interino do UFC comentou sobre o cinturão dos médios, que atualmente pertence a Tyron Woodley. Mesmo ficando “para trás”, após a confirmação de Darren Till como próximo desafiante, o falastrão não poupou palavras para criticar a decisão do UFC.

“Para mim, a luta sempre esteve de pé. Nunca penso em nada negativo na minha vida, apenas no positivo. Não teve isso de retirar o cinturão. eu o conquistei. A única forma desse cinturão ser tirado de mim é alguém me vencendo no octógono, e não existe um homem vivo no mundo que possa fazer isso. Seja contra Woodley ou Till, estarei pronto para enfrentar o desafiante número um. Eu quero essa luta mais do que qualquer coisa. Preciso dela até mais do que preciso respirar. Isso mostra o quanto essa luta é importante para mim. O UFC está buscando objetivos de curto prazo. A luta entre Woodley e Till não venderá nem 100 mil pacotes de pay per view. Não sei por que estão correndo para fazer essa luta. Uma luta entre eu e Woodley seria uma “luta do dinheiro”, porque essa foi a luta que eu construí. É uma droga, mas é isso aí. Agora só posso esperar que Tyron não estrague tudo. Isso é tudo que posso falar para ele. Eu construí essa disputa, e não você.”, em entrevista para o site Combate. 

Leia também: Daniel Kelly fará entrada no UFC Adelaide com seu filho que sofre grave doença

Colby Covington também afirmou que uma luta contra Tyron Woodley necessitaria de mais tempo para promoção, pois segundo ele, nenhuma pessoa na divisão tem potencial para impulsionar e vender combates como ele.

“Por que quiseram fazer um camp corrido? Essa luta precisa ser construída, precisa ser promovida por 12 semanas. Deixem-me mostrar que sei promover e vender lutas. Ninguém vende lutas como eu. Agora eu sei como fazer. Os outros caras não sabem. Eu queria a luta, mas não na data que me ofereceram. Não tinha como eu estar pronto naquela data.”

Colby Covington vence Rafael dos Anjos por decisão unânime e se torna campeão do peso meio-médio

[VÍDEO] Colby Covington vence Rafael dos Anjos e se torna campeão

O UFC realizou a sua edição de número 225 em Chicago, nos Estados Unidos da America. A Co-luta principal dessa noite de lutas, foi do brasileiro Rafael do Anjos contra o americano Colby Covington. Esse duelo foi válido como disputa de cinturão interino da divisão dos meio-médios do Ultimate.

A luta começou frenética, com o americano vindo a mil e, o Rafael foi para o solo de costas no solo. Então o Colby Covington deu início ao seu jogo típico de travar a luta na grade, mas o brasileiro se defendeu bem. A luta voltou para o centro do tablado e Rafael dos Anjos conectou o primeiro soco de encontro potente. O combate seguiu na mesma proposta, o americano tentava a pegada, o brasileiro se defendia e conectava seus socos. Rafael conseguiu encaixar duas potentes joelhadas na linha de cintura de seu oponente. No minuto final, Covington já mostrava menos pressão nas suas investidas e o brasileiro levou esse round.

Leia também
Conor McGregor fica acima de Neymar em lista dos atletas mais bem pagos do mundo
Georges St-Pierre atesta facilidade em se dopar no MMA atualmente
Recém demitido, Yair Rodriguez é recontratado pelo UFC

A luta voltou para o segundo round na mesma pegada do anterior. O  Colby Covington veio para liquidar o brasileiro e soltou duros socos, encurralou o brasileiro na grade e deu início ao seu jogo pegado na grade. No meio do round a trocação ficou da meia para curta distância, e ambos se tocaram com contundência. Quando o combate foi para o centro do octógono, a insanidade tomou de conta, mas uma leve vantagem para o americano podia ser notada. No segundos finais, Colby conseguiu uma queda, até passou um gancho. O brasileiro terminou de pé mas a luta estava empate agora.

Vídeo trocação entre Rafael dos Anjos e Colby Covington

O combate voltou mais cadenciado que os outros dois anteriores, mas o Colby começou melhor e ficou no seu jogo pegado na grade.  O americano conseguiu mais uma queda, mas não segurou a posição e o brasileiro voltou de pé. A luta seguiu colada na grade, jogo favorecendo o americano.  O round chegou ao fim e o Colby levou mais um round.

O quarto assalto também veio numa pegada mais cadenciada. O Rafael dos Anjos conseguiu aplicar a primeira queda, com o Colby com as costas no chão, mas o americano logo saiu da posição. Covington levantou-se mas foi quedado novamente. Agora o brasileiro que fazia o jogo pegado na grade. A segunda metade dessa assalto foi disputada no centro do octógono, a trocação foi frenética e ambos conectaram bons golpes. o ‘RDA’ agora, voltava a ser encurralado na grade. Nos últimos segundos, o Colby Covington conseguiu aplicar mais uma queda e terminou por cima. Esse foi um round bastante parelho, podendo ser atribuído a qualquer um deles.

Vídeo trocação entre Rafael dos Anjos e Colby Covington

O quinto e último round começou com o resultado aberto. Colby Covington tratou de iniciar o ‘feijão com arroz’ que lhe garantiu vantagem logo no início do round.  O  combate seguiu pegado, com o americano travando o brasileiro de costas na grade. Rafael dos Anjos esboçou reação, e num bom soco pareceu que ia para o tudo ou nada, mas deixou o americano voltar para o mesmo jogo. Os últimos segundos foi de trocação insna, mas o Colby levou o round.

Com o soar da buzina sinalizando o fim do round, a luta foi decidida na soma das papeletas dos árbitros laterais. Após a contagem, foi anunciada a vitória por decisão unânime dos juízes.

Vídeo trocação entre Rafael dos Anjos e Colby Covington

Foto: Josh Hedges/Zuffa LLC/Zuffa LLC via Getty Images

UFC 225 – Resultados: Robert Whittaker x Yoel Romero; Rafael dos Anjos x Colby Covington

Neste sábado (09), acontece o UFC 225 diretamente da United Center, em Ilinois, Chicago nos Estados Unidos. O duelo principal, será entre o campeão Robert Whittaker diante do cubano Yoel Romero. O embate não valerá mais o cinturão dos médios, pois Romero não bateu o peso na pesagem oficial.

Na luta co-principal, Rafael dos Anjos encarou o falastrão Colby Covington. Em jogo, o cinturão interino dos meio-médios. Outro combate bastante aguardado, foi entre a ex-campeão dos galos Holly Holm contra a ex-campeão do Invicta FC, Megan Anderson.

RESULTADOS EM TEMPO REAL: 

CARD PRINCIPAL:
Peso-médio: Robert Whittaker venceu Yoel Romero por decisão dividida (48-47, 47-48, 48-47)
Peso-meio-médio: Colby Covington venceu Rafael dos Anjos por decisão unânime (49-46, 48-47, 48-47)
Peso-pena: Holly Holm venceu Megan Anderson por decisão unânime (30-27, 30-26, 30-26)
Peso-pesado: Tai Tuivasa venceu por decisão unânime (29-28, 29-28, 29-28)
Peso-meio-médio: Mike Jackson venceu CM Punk por decisão unânime (30-26, 30-26, 30-26)
CARD PRELIMINAR:
Peso-pesado: Curtis Blaydes venceu Alistair Overeem por nocaute técnico aos 2m56s do terceiro round
Peso-palha: Cláudia Gadelha venceu Carla Esparza por decisão dividida
Peso-pena: Mirsad Bektic venceu Ricardo Lamas por decisão dividida (29-28, 28-29, 30-27)
Peso-pesado: Chris de la Rocha venceu Rashad Coulter por nocaute técnico aos 3m53s do segundo round
Peso-meio-pesado:  Anthony Smith venceu Rashad Evans por nocaute aos 50 segundos do primeiro round
Peso-mosca: Sergio Pettis venceu Joseph Benavidez por decisão dividida (28-29, 28-29, 30-27)
Peso-leve: Charles do Bronx venceu Clay Guida por finalização as 2m18s do primeiro round
Peso-pena: Dan Ige venceu Mike Santiago por nocaute técnico aos 50s do primeiro round

Rafael dos Anjos enfrenta Colby Covington no UFC 225

O UFC 225 recebeu uma importante adição em seu card nesta sexta-feira. O Ultimate finalmente oficializou o duelo entre o brasileiro Rafael dos Anjos e o americano Colby Covington, pelo cinturão interino dos meio-médios.

Aos 33 anos, Rafael dos Anjos segue sua caminhada para buscar o segundo título no UFC. O carioca já deteve o título máximo dos leves entre 2015 e 2016. Nos meio-médios, o atleta da Evolve MMA já possui três vitórias seguidas, sendo a mais recente sobre Robbie Lawler no UFC on Fox 26.

Leia também: Al Iaquinta é o novo oponente de Khabib Nurmagomedov no UFC 223
Justiça americana estipula fiança de Conor McGregor

Em grande atrito com o Brasil, o falastão Colby Covington tentará prosseguir com a boa fase. O americano vem de cinco vitórias seguidas, sendo por último sobre Demian Maia no UFC Fight Night 119. Na ocasião, o atleta foi fortemente hostilizado pela torcida brasileira, após disparar diversas críticas ao país.

O UFC 225 será realizado em Ilinois, Chicago, Estados Unidos no dia 9 de junho.

CARD DO EVENTO ATÉ O MOMENTO:
Robert Whittaker x Yoel Romero
Rafael dos Anjos x Colby Covington
Claudia Gadelha x Carla Esparza
Mike Jackson x CM Punk
Joseph Benavidez x Sergio Pettis
Alistair Overeem x Curtis Blaydes
Rashad Evans x Anthony Smith
Andrei Arlovski x Tai Tuivasa
Mike Santiago x Dan Ige
UFC irá reforçar segurança de Colby Covington no UFC 224 (UFC Rio)

UFC irá reforçar segurança para Colby Covington no Brasil

O UFC terá nova dor de cabeça para manter segurança de Colby Covington. O americano é atualmente o alvo número um do ódio brasileiro, após uma série de insultos do lutador. Após vencer Demian Maia no UFC São Paulo, Colby tentou se promover de maneira vexatória e insultou o Brasil e os brasileiros.

— Eu deveria ter nocauteado. O Brasil é um chiqueiro. Esses animais imundos (brasileiros) não prestam. Não precisa de tradução e traz meu cinturão. Me dê o Tyronn Woodley – disparou o americano. – disse o lutador após o combate, que saiu da Arena escoltado e a segurança continuou no hotel.

Leia também:
Polêmica: Colby Covington e o Silêncio do UFC
Colby Covington promete colocar Fabrício Werdum na cadeia
Colby Covington diz que foi ameaçado de morte por lutadores e citou ameaça de Lyoto Machida 

Com a oficialização da luta entre Rafael dos Anjos contra Colby, fez surgir novamente a preocupação com a segurança. Mas ao que tudo indica, o Ultimate já providenciou o reforço para Colby Covigton retornar ao Brasil.

Em entrevista para o portal americano ‘MMA Figting‘, o lutador americano declarou que o UFC garantiu sua segurança. Além disso, disse que o único risco que corre risco, é Rafael dos Anjos, quando fecharem o octógono.

— UFC me garantiu segurança. Única preocupação de segurança vai ser quando trancarem o RDA no octógono e ele enfrentar um americano de 170 pounds feito de aço e sex appeal. – Confirmou o lutador

UFC 224
12 de maio, no Rio de Janeiro
CARD DO EVENTO:

Peso-galo: Amanda Nunes x Raquel Pennington
Peso-meio-médio: Rafael dos Anjos x Colby Covington
Peso-médio: Vitor Belfort x Lyoto Machida
Peso-médio: Ronaldo Jacaré x Kelvin Gastelum
Peso-galo: John Lineker x Brian Kelleher
Peso-médio: Thales Leites x Jack Hermansson
Peso-leve: Davi Ramos x Nick Hein
Peso-meio-médio: Alberto Miná x Ramazan Emeev
Peso-pesado: Júnior Albini x Alexey Oleynik
Peso-médio: Cézar Mutante x Karl Roberson
Peso-palha: Mackenzie Dern x Amanda Cooper
Peso-meio-médio: Warlley Alves x Sultan Aliev
Peso-meio-médio: Elizeu Capoeira x Sean Strickland

Colby Covington desafia Rafael dos Anjos e brasileiro responde

UFC planeja Rafael dos Anjos x Colby Covington pelo cinturão interino no UFC 224

O UFC 224 parece próximo de ganhar um combate de peso, após o campeão meio-médio Tyron Woodley passar por cirurgia e com previsão de volta para o fim do ano, o UFC pretende casar Rafael dos Anjos e Colby Covington pelo cinturão interino no UFC 224, no Rio de Janeiro.

Rafael dos Anjos pode fazer história na organização, ex-campeão nos leves, ele pode ser o primeiro brasileiro campeão de duas categorias no ultimate. Rafael vem de vitórias expressivas sobre Tarec Saffiedine, Neil Magny e Robbie Lawler.

Em grande fase na carreira, Colby Covington pode subir mais uma vez em território hostil, após o combate contra Demian Maia em São Paulo, ele ficou conhecido como ”inimigo número 1 do Brasil”. Entre suas últimas vitórias estão nomes como Dong Hyun Kim e Demian Maia.

O UFC 224 acontece no dia 12 de maio, na Jeunesse Arena, no Rio de Janeiro.

Colby Covington desafia Rafael dos Anjos e brasileiro responde

Colby Covington desafia Rafael dos Anjos e brasileiro responde

Ontem (16), o Ultimate levou sua mega estrutura para Winnipeg, no Canadá, para a realização de outro UFC Fight Night. A luta principal foi o duelo dos meio-médios Robbie Lawler x Rafael dos Anjos fechando a noite de batalhas. Essa grande batalha foi muito cotada como para decidir o próximo desafiante ao título da divisão. Porém o campeão anunciou que passará por cirurgia, mas Colby Covington já se ofereceu para furar a fila.

Na ocasião, Rafael dos Anjos venceu Robbie Lawler por decisão unânime dos árbitros laterais. Com isso, não perdeu tempo e já desafiou Tyron Woodley ainda dentro do octógono e repetiu desafio cara-a-cara na TV americana. Correndo por fora e, tentando se promover a qualquer custo, Colby Covington usou as redes sociais para insultar o brasileiro. O americano pediu para lutar contra dos Anjos valendo o título interino da divisão, enquanto Woodley está fora.

Provocação de Colby Covington

Triste atuação dos “reservas” no #UFCWinnipeg. Rafael não conseguiu nem finalizar um velho quebrado! Tyron está fingindo que está lesionado. Estou aqui para tornar esta divisão grande novamente. Rafael dos Anjos, seja homem e defenda aquele lixo que você chama de casa & me enfrente pelo título interino seu #AnimalImundo. – Publicou Covington no Twitter.

Logo após o evento o brasileiro esteve na emissora americana responsável pela transmissão do UFC. Lá teve seu primeiro encontro pós Lawler com o campeão Tyron Woodley. Quando indagado sobre a provocação do Covington, o brasileiro foi cirúrgico na resposta e afastou qualquer possibilidade de enfrenta-lo.

Resposta do Rafael dos Anjos

Não tenho nenhum comentário sobre esse cara, ele tem 6 mil seguidores no Twitter. Ele está apenas falando m… sobre as pessoas e não mostrou nada na divisão. Não venceu ninguém. Ele venceu o Demian Maia, mas o Demian lutou muito mal aquela noite. Não tenho nada a falar sobre esse cara. – Respondeu o brasileiro.

Fabrício Werdum é declarado culpado na confusão com Colby Covington e é condenado a pagar multa

Vídeo: Fabrício Werdum é multado por confusão com Covington

O ex-campeão peso pesado do UFC, Fabrício Werdum, foi declarado culpado na confusão onde agrediu outro lutador, o Colby Covington. Acusado de ‘tentativa de agressão’ por Colby , ‘Vai Cavalo’ teve que depor no tribunal em Sidney, na Austrália.

Fabrício Werdum fez a luta principal do evento na Qudos Bank Arena em Sydney, onde venceu pedreira polonesa Marcin Tybura. Mesmo tendo saído impune pelo Ultimate, o brasileiro não teve a mesma sorte com o tribunal australiano.

Veja também:

O vídeo flagrou nitidamente Fabrício Werdum atirando um objeto conta Colby, que era um boomerang. Isso fez o tribunal declarar o brasileiro culpado e condena-lo a pagar multa de US$ 600,00 (seiscentos dólares). Em Real, a multa chega a cerca de R$ 2.000 (dois mil reais). A informação da condenação de Fabrício Werdum ao pagamento de multa é de 9News de Sydney.

Foi em entrevista ao ‘Combate.com’ que Werdum contou o que ocorreu no momento da confusão. Segundo o gaúcho, ele agiu por impulso, após ser provocado pelo americano. Vê-se no vídeo que o brasileiro joga um objeto em Colby, e o americano timidamente tenta se afastar.

– Na hora do impulso, joguei um negócio nele, mas nem pegou nele, bateu no ombro. Não teve soco, não teve contato. Ele que me deu um chute. Eu bloqueei o chute dele. Ele que me agrediu. Eu só bati no telefone dele para derrubar. A galera entrou no meio e não teve nada. Eu joguei um boomerang que ganhei de um fã, de enfeite, bem leve, e aí ele continuou xingando, mas correndo.

Vídeo da confusão entre Fabrício Werdum e Colby Covington:

Werdum terá que depor no tribunal australiano, diz TV local

Acusado de ‘tentativa de agressão’ por Colby Covington, o ex-campeão peso pesado Fabricio Werdum terá que depor no tribunal em Sidney, na Austrália, no próximo dia 13 de dezembro.
 
A notícia foi dada pela TV Australiana “9News”, na noite desta quinta-feira (17) e as ‘vias de fato’ ocorreram por conta de provocações feitas pelo norte americano durante a semana do UFC Fight Night 119, que aconteceu no final de outro em São Paulo, no Brasil.
 
Segundo o jornalista Ariel Helwani, do website MMAFighting.com, Covington, que era um dos ‘guest fighters’ do Ultimate para a edição deste sábado, o UFC Fight Night 121, teve de deixar a Austrália, voltando para Fort Lauderdale, na Flórida, onde vive e treina na American Top Team.
 
Werdum, que a princípio não deverá ser punido. O atleta da Kings MMA fará a luta principal do evento que acontecerá na Qudos Bank Arena em Sydney, capital australiana, onde irá enfrentar a pedreira polonesa Marcin Tybura.
 –
Em conversa com o website brasileiro Combate.com, Werdum negou ter agredido Covington com um soco, ao contrário do que disse o meio-médio em uma ‘live’ através de seu Instagram.
Veja também:
Confira abaixo o card completo (sujeito a alterações) do UFC Fight Night 121: Werdum vs. Tybura:

Card Principal:

  • Peso-pesado: Fabricio Werdum vs. Marcin Tybura;
  • Peso-mosca: Bec Rawlings vs. Jessica-Rose Clark;
  • Peso-meio-médio: Tim Means vs. Belal Muhammad;
  • Peso-meio-médio: Jake Matthews vs. Bojan Velickovic;
  • Peso-médio: Elias Theodorou vs. Dan Kelly;
  • Peso-pena: Alex Volkanovski vs. Shane Young.

Card Preliminar: 

  • Peso-mosca: Ryan Benoit vs. Ashkan Mokhtarian;
  • Peso-meio-médio: Nik Lentz vs. Will Brooks;
  • Peso-pesado: Anthony Hamilton vs. Adam Wieczorek;
  • Peso-leve: Damien Brown vs. Frank Camacho;
  • Peso-palha: Alex Chambers vs. Nadia Kassem;
  • Peso-mosca: Jenel Lausa vs. Eric Shelton;
  • Peso-pesado: Rashad Coulter vs. Tai Tuivasa.
Fabrício Werdum

Colby Covington promete colocar Fabrício Werdum na cadeia

Americano deve levar caso para a Corte Australiana e Fabrício Werdum pode ter luta contra Tybura cancelada

Através de seu instagram oficial, logo após o ocorrido, o meio-médio da American Top Team mostrou seu olho roxo dizendo que Fabrício o acertou com um soco, e estava roxo, xingando o gaúcho, usando diversos palavrões.

“Você é um palhaço. Você é um puta de um palhaço. Você me acertou no olho, você se acha muito durão. Nos encontraremos logo logo sua bicha”, disparou.

Ex-campeão meio-pesado apoia brasileiro:

Jon Jones mostrou apoio ao brasileiro ex-campeão dos pesos pesados Fabrício Werdum em seu twitter oficial.

“Bom trabalho Werdum. O cara teve a audácia de te chamar de ‘bicha’ fazendo uma live no Facebook”, comentou Jones.

Veja também:

Covington diz que levará ocorrido com Fabrício Werdum à Corte Australiana:

Mas a novela não parou por aí. Em entrevista ao website norte americano MMA Fighting, Covington afirmou que levará o caso à Justiça Australiana.

“Ele fez merda e temos o vídeo (do soco) e eu falo a verdade. Ele será exposto daqui a pouco e provavelmente vai acabar em uma prisão na Austrália. Está tudo em vídeo, então todas as mentiras dele vão logo aparecer”.

Em um comunicado, o Ultimate disse que irá analisar os ‘dois lados da moeda’ para saber quais as decisões serão tomadas para com os dois lutadora eles.

Até o momento, o embate na divisão dos pesos pesados entre Fabrício Werdum e Marcin Tybura permanece como main event do UFC Fight Night 121.

Confira abaixo o card completo (sujeito a alterações) do UFC Fight Night 121: Werdum vs. Tybura:

Card Principal:

  • Peso-pesado: Fabricio Werdum vs. Marcin Tybura;
  • Peso-mosca: Bec Rawlings vs. Jessica-Rose Clark;
  • Peso-meio-médio: Tim Means vs. Belal Muhammad;
  • Peso-meio-médio: Jake Matthews vs. Bojan Velickovic;
  • Peso-médio: Elias Theodorou vs. Dan Kelly;
  • Peso-pena: Alex Volkanovski vs. Shane Young.

Card Preliminar: 

  • Peso-mosca: Ryan Benoit vs. Ashkan Mokhtarian;
  • Peso-meio-médio: Nik Lentz vs. Will Brooks;
  • Peso-pesado: Anthony Hamilton vs. Adam Wieczorek;
  • Peso-leve: Damien Brown vs. Frank Camacho;
  • Peso-palha: Alex Chambers vs. Nadia Kassem;
  • Peso-mosca: Jenel Lausa vs. Eric Shelton;
  • Peso-pesado: Rashad Coulter vs. Tai Tuivasa.
Fabrício Werdum precisaser contido para não agredir Colby Covington

[VÍDEO] Werdum explica confusão com Colby Covington

Após uma série de falacias, Colby Covington deu de frente com Fabrício Werdum e, por pouco não houve uma briga. O brasileiro já havia prometido fazer o americano engolir suas palavras, e quando se encontraram, foram contidos.

Quando veio ao Brasil para enfrentar Demian Maia, Colby xingou os brasileiros, que causou revolta em muitos, inclusive atletas. Daí surgiu o desafeto com Werdum, um dos que se manifestaram. Foi na porta do hotel em qual estão hospedados na Austrália que aconteceu o desentendimento.

Foi em entrevista ao ‘Combate.com’ que Werdum contou o que ocorreu no momento da confusão. Segundo o gaúcho, ele agiu por impulso, após ser provocado pelo americano. Vê-se no vídeo que o brasileiro joga um objeto em Colby, e o americano timidamente tenta se afastar.

– Na hora do impulso, joguei um negócio nele, mas nem pegou nele, bateu no ombro. Não teve soco, não teve contato. Ele que me deu um chute. Eu bloqueei o chute dele. Ele que me agrediu. Eu só bati no telefone dele para derrubar. A galera entrou no meio e não teve nada. Eu joguei um boomerang que ganhei de um fã, de enfeite, bem leve, e aí ele continuou xingando, mas correndo.

Leia mais:
Colby Covington diz que foi ameaçado de morte por lutadores e citou ameaça de Lyoto Machida
Colby Covington pede desculpas aos animais sujos por compará-los aos brasileiros
Dirigentes irão avaliar se punem Colby Covington por declaração polêmica

‘Vai Cavalo’ ainda declarou não saber das intenções de Colby Covington, mas levantou a hipótese que o americano é racista. Para finalizar, há de se ressaltar a comparação feita entre Colby e McGregor, Para Werdum, o irlandês de promove de maneira correta, o que não acontece com o americano.

– Não sei qual é a desse cara, não sei se ele é racista, ele tem alguma mania com a gente, com o Brasil. Ele falou, resmungou, me olhou feio. Achei muito estranho, nunca tinha visto ele. Ele está com alguma com o Brasil. Nem sei porque ele está aqui, acho que ele quer aparecer de algum jeito, ele quer chamar a atenção, só pode ser. Essa geração querendo imitar o Conor McGregor é ridícula. Ele é ridículo. O Conor fez o personagem dele, fez muito bem. Ele xingava os oponentes mas não desrespeitava o país. Esse Colby quer chamar a atenção, mas só fala besteira. Ele viajou. Nem sabia quem ele era. Só vi quem era depois. Ouvi ele falar e nem acreditei.

Confira o vídeo da confusão entre Werdum x Covington:
Colby Covington foi ameaçado de morte por lutadores brasileiro

Colby Covington diz que foi ameaçado de morte por lutadores e citou ameaça de Lyoto Machida

Colby Covington diz que foi ameaçado de morte por lutadores e citou ameaça de Lyoto Machida 1
Foto: Josh Hedges/Zuffa LLC/Zuffa LLC via Getty Images

A polêmica envolvendo Colby Covington no UFC São Paulo, parece ainda estar longe de seu fim. A todo momento surge uma declaração nova envolvendo os insultos do americano contra o Brasil e brasileiros.

Após vencer Demian Maia por decisão unânime, Colby Covington perdeu a linha e insultou o brasil e os brasileiros presentes na Arena. Em entrevista para Daniel Cormier ainda dentro do octogono Colby disse que o brasil era um chiqueiro e os brasileiros eram animais imundos.

– Eu deveria ter nocauteado. O Brasil é um chiqueiro. Esses animais imundos (brasileiros) não prestam. Não precisa de tradução e traz meu cinturão. Me dê o Tyronn Woodley – disparou o americano.

LEIA MAIS:
Colby Covington pede desculpas aos animais sujos por compará-los aos brasileiros
Dirigentes irão avaliar se punem Colby Covington por declaração polêmica
Fabrício Werdum detona Colby Covington em rede social

Em entrevista para o programa ‘Iconic Playz’ o americano revelou ameças sofridas após a entrevista. De acordo com Covington, lutadores brasileiros o ameaçaram de morte e, Lyoto Machida também

O UFC estava preocupado com a minha segurança, então fomos para o hotel. Eu fui com seguranças direto para o meu quarto, nem sequer saí. Eu fiquei no meu quarto o tempo inteiro. As circunstâncias dessa luta foram loucas, muita gente ainda está brava, inclusive, lutadores brasileiros. Eles me disseram: ‘Vai se foder, se eu te ver, você vai morrer’. O próprio Lyoto Machida tirou satisfação: ‘Você desrespeitou o Brasil, vai se foder, vou acabar com você’. E eu respondi: ‘Cara, por que você está se preocupando comigo? Você tem uma luta com o Derek Brunson em alguns segundos’. disse Colby Covington.

Carreira de Colby Covington:

Com 29 anos de idade, o americano Covington tem 13 lutas como lutador profissional de MMA. De todas as suas lutas, perdeu apenas uma, para o brasileiro Warlley Alves, quando foi finalizado em Las Vegas com uma guilhotina, na edição 194 do UFC.