Colby vence Woodley

Colby Covington vence Tyron Woodley após “desistência” no UFC Vegas 11

Aconteceu neste sábado (19) o UFC Vegas 11. E na luta principal da noite, pela divisão dos meio-médios, Colby Covington levou a melhor sobre o ex-campeão Tyron Woodley por nocaute técnico no quinto round, após desistência de Woodley depois de sentir uma lesão na região da costela.

Covington levou a melhor durante toda a luta. O “falastrão” foi superior e dominou as ações do combate ao pressionar Woodley com um wrestling de altíssimo nível, além de esbanjar na condição física durante os quase cinco rounds que o confrontou durou.

A luta: O duelo começou eletrizante. Covington rapidamente na primeira tentativa já conseguiu quedar Woodley. Covington pressionou o ex-campeão, porém Woodley conseguiu voltar o combate em pé. Colby voltou controlando o centro do octógono e não dava espaço para Woodley, que não conseguia fugir do jogo de grade do adversário.

No segundo round, Woodley tentou voltar mais ativo, porém ao tentar desferir chutes baixos Covington rechaçou o ataque aplicando golpes no rosto do ex-campeão que novamente começou a andar de costas para a grade. Colby tentou agarrar as pernas de Tyron, porém foi afastado. Colby continuo controlando as ações do octógono, porém não conseguia contundência nos golpes e Woodley também pouco fazia.

Na terceira etapa, Colby movimentava mais e conseguia aplicar alguns chutes no abdômen de Woodley. O jogo forte de grade de Colby fazia a diferença e Woodley não conseguia fugir do raio de ação. O quarto round também não foi diferente. Covington demonstrando seu wrestling poderoso e Woodley totalmente entregue na posição por baixo, sendo presa fácil para ataques com socos e cotoveladas.

Na quinto e último round, Covington tratou de levar o duelo novamente para o solo, por baixo, Woodley tentou pressionar o pescoço de Colby, porém o ex-campeão acabou fazendo uma desistência verbal após acusar uma lesão possivelmente na costela.

MAIS UMA NA CONTA!

Se tem um lutador que vem despertando os olhos do mundo do MMA nos últimos meses ele se chama Khamzat Chimaev. O peso-médio mais uma vez surpreendeu com uma performance avassaladora.

Foram necessários apenas 17 segundos de luta para a nova sensação do UFC vencer o veterano Gerald Meerschaert por nocaute. Chimaev amplia seu cartel invicto para nove vitórias, sendo a terceira no Ultimate. Olho no sueco!

Brasileiros dão show!

Johny Walker foi o último brasileiro em ação em Vegas. O peso-meio-pesado protagonizou uma das lutas mais emocionantes da noite. Depois de um péssimo começo, com Ryan Spann levando a melhor na trocação franca, o americano partiu na tentativa de aplicar um double-leg, mas Walker foi esperto e se defendeu da posição com cotoveladas perigosas e acabou liquidando a luta por nocaute ainda no primeiro round. Walker se recupera da recente sequência negativa de duas derrotas.

A “meia-brasileira” Mackenzie Dern mostrou o poder do jiu-jitsu brasileiro. Com uma performance para lá de dominante, derrotou a iraniana radicada no Canadá, Randa Markos, ainda no primeiro round com uma finalização por chave de braço. Foi a nona vitória da carreira de Mackenzie. Ela possui apenas uma derrota em seu cartel, quando foi superada pela brasileira Amanda Ribas.

E quem abriu a noite brasileira foi Mayra Bueno, que voltou ao caminho das vitórias. Com uma atuação segura, emplacou a quinta vitória por finalização na carreira ao finalizar Mara Romero Borella por chave de braço ainda no primeiro round.

RESULTADOS DO UFC VEGAS 11:

CARD PRINCIPAL:
Peso-meio-médio: Colby Covington venceu Tyron Woodley por nocaute técnico (desistência) aos 1m19s do quinto round
Peso-meio-médio: Donald Cerrone x Niko Price foi declarado empate majoritário (29-27, 28-28, 28-28)
Peso-médio: Khamzat Chimaev venceu Gerald Meerschaert por nocaute (soco) aos 0m:17s do primeiro round
Peso-meio-pesado: Johnny Walker venceu Ryan Spann por nocaute (cotoveladas) aos 2m:43s do primeiro round
Peso-palha: Mackenzie Dern venceu Randa Markos por finalização com um armlock aos 3m:44s do primeiro round
Peso-médio: Kevin Holland venceu Darren Stewart por decisão dividida dos juízes (29-28, 28-29, 29-28)


CARD PRELIMINAR :
Peso-mosca: David Dvorak venceu Jordan Espinosa por decisão unânime dos juízes (30-27, 30-27, 30-27)
Peso-pena: Damon Jackson venceu Mirsad Bektic por finalização com uma guilhotina aos 1m:21s do terceiro round
Peso-mosca: Mayra Bueno venceu Mara Romero Borella por finalização (chave de braço) aos 2:29 do primeiro round
Peso-galo: Jessica-Rose Clark venceu Sarah Alpar por nocaute técnico (socos) aos 4:21 do terceiro round
Peso-galo:Randy Costa venceu Journey Newson por nocaute (chute alto) aos :41 do primeiro round
Peso-galo: Andre Ewell venceu Irwin Rivera por decisão dividida (29-28, 28-29, 29-28)
Peso-pena: Darrick Minner venceu TJ Laramie por finalização (guilhotina) aos :52 do primeiro round
Peso-mosca: Tyson Nam venceu Jerome Rivera por nocaute (socos) aos :34 do segundo round

Veja nossas últimas notícias

Ouça nosso podcast – Spotify | Deezer | Itunes

Phil Davis venceu Lyoto

Phil Davis vence Lyoto Machida em revanche no Bellator 245

Reencontro na nova casa! Depois de um primeiro encontro no UFC Rio 4 em 2013, o americano Phil Davis e o brasileiro Lyoto Machida fizeram a revanche neste sexta-feira (11) pelo Bellator 245 na “Mohegan Sun Arena”, em Uncasville (EUA). No primeiro duelo, Davis saiu vitorioso por decisão unânime.

E o segundo confronto não foi muito diferente do primeiro. Phil Davis mais uma vez sobressaiu diante de Machida e dessa vez por decisão dividida ampliou a vantagem sobre o brasileiro.

Veja nossas últimas notícias

A luta: Lyoto Machida começou usando a distância, enquanto Phil buscava encontrar o brasileiro encurtando a distância. Davis atacou o carateca com um chute alto, e Lyoto revidou na mesma moeda. Apesar de um primeiro round tenso, os dois lutadores não foram efetivos e se estudaram em boa parte do tempo.

No segundo round, o confronto continuou parelho. Machida sempre usando a distância enquanto Davis tentava a aproximação. O americano atingiu o brasileiro com um chute alto, que fez Machida andar para trás. Depois Phil conseguiu garantir a vitória do assalto depois de agarrar as pernas e levar o brasileiro para o solo.

Na terceira e última etapa, o embate seguiu o mesmo roteiro. Phil Davis andava mais para frente e Lyoto marcava o posicionamento do americano e mantinha a distância para atacar no contragolpe.

Em decisão oficial dos juízes laterais, Phil Davis saiu o vitorioso por decisão dividida. Com o triunfo, o americano vence a terceira seguida e se aproxima de uma nova disputa de cinturão. Já o brasileiro Lyoto Machida, sofre o segundo revés consecutivo na nova casa.

Ouça nosso podcast – Spotify | Deezer | Itunes

Exclusivo: Talita Bernardo assina com o Taura MMA

Evento que vem ganhando força no cenário do MMA mundial, o Taura MMA segue ampliando seu plantel de lutadores.

Conforme anunciou o CEO da organização, Djonatan Leão em live no instagram do “Tudo Sobre MMA”, a brasileira Talita Bernardo é mais um reforço da organização.

O contrato é de três lutas e a estreia ainda não tem data e local definido. A peso-galo chegou no Ultimate em 2017 e encerrou sua passagem em maio de 2019. Foram quatro lutas na organização, três derrotas e uma vitória.

Em seu cartel profissional, Talita Bernardo possui seis vitórias e quatro derrotas. Além de Talita, o Taura MMA já anunciou vários nomes conhecidos do MMA mundial, como: Renan Barão, Antônio Pezão, Rousimar Toquinho, Willian Patolino, Guto Inocente, Bruno Korea, Rick Monstro, Fábio Maldonado e Serginho Moraes, entre outros nomes.

Ainda na live, Djonatan revelou detalhes do futuro do Taura MMA. O evento terá quatro eventos até o final do ano e planeja no mínimo 15 eventos em 2021 além de já possuir um pré-calendário para 2022.

Ouça nosso podcast – Spotify | Deezer | Itunes

Bethe Correia é demitida do UFC

Chega ao fim a passagem de Bethe Correia no UFC. Conforme noticiou o site MMA Fighting, a brasileira e o americano Evan Dunham foram dispensados pela organização presidida por Dana White.

Em seu cartel profissional, Bethe acumula 11 vitórias, cinco derrotas e um empate. Sua fase no Ultimate estava longe de ser a melhor.

Foram apenas duas vitórias nas últimas oito lutas. Sua última aparição no octógono aconteceu no dia 25 de julho desse ano, onde saiu derrotada em duelo diante de Pannie Kianzad na decisão unânime.

Bethe chegou a disputar o cinturão dos galos depois de emplacar três vitórias consecutivas. A atleta brasileira acabou superada pela americana Ronda Rousey por nocaute no UFC 190, no Rio de Janeiro em 2015.

Evan Dunham deixa o Ultimate após uma passagem de um pouco mais de 10 anos.

O experiente lutador viveu seu melhor momento no evento de 2016 à 2017 em que chegou a conseguir uma sequência de quatro triunfos consecutivos.

Após o empate com Beneil Dariush, o americano de 38 anos sofreu duas derrotas consecutivas, contra Olivier Aubin-Mercier e Francisco Massaranduba e anunciou uma aposentadoria do esporte.

Em 2020, Dunham retornou ao esporte e novamente sentiu o gosto amargo da derrota ao ser finalizado pelo brasileiro Herbert Burns no UFC 250 em junho.

Ouça nosso podcast – Spotify | Deezer | Itunes