Autor: Paulo Nascimento

Advogado. 23 anos. Mossoró-RN. Apaixonado pelo MMA e dedicado ao jornalismo esportivo desde 2012. "Um espírito nobre, engrandece o menor dos homens" (Jebediah Obadiah Springfield)
Kamaru Usman vence Jorge Masvidal no ufc 151

Kamaru Usman vence Jorge Masvidal no UFC 251

A luta principal da noite, do histórico UFC 251, foi o combate valendo o cinturão do peso meio médio entre Kamaru Usman x Jorge Masvidal. O desafiante ao título inicialmente seria Gilbert Durinho, mas foi removido do card após ele e a equipe testar positivo para COVID-19.

Confira também:

Todos os resultados do UFC 251

Ouça nosso podcast – Spotify | Deezer | Itunes

O combate com previsão de cinco rounds, começou completamente insano. O Jorge Masvidal começou tomando iniciativa do combate e para conter o impeto do desafiante Kamaru Usman quedou e ficou trabalhando por cima. Masvidal conseguiu sair do solo e voltou para a luta de pé no centro do cage. Usman colou novamente e enquadrou seu adversário na grade. Por controlar mais a luta e ter mais efetividade, o campeão venceu o primeiro assalto.

O segundo round começou na mesma pegada, Jorge Masvidal mais agressivo e Usman contra-golpeava para encurtar e colar as costas do oponente na grade. Os atletas seguiram colados na grade, trocando curtos golpes. Nos segundos finais foi que a luta voltou ao centro do cage e a trocação franca deu as caras, mas o campeão venceu mais um assalto.

Vídeo: Kamaru Usman x Jorge Masvidal

De longe a luta mais monótona entre as principais. O jogo típico do Kamaru Usman seguiu repetindo-se para o terceiro assalto, com a luta colada na grade. Após acusar um golpe baixo e usar o tempo médico para se recuperar, Jorge Masvidal voltou melhor, soltando bons chutes, mas logo foi quedado novamente e agora esteve com as costas colada no solo. Trabalhando por cima, o campeão conseguiu conectar boas cotoveladas e fechou mais um round com vantagem.

O quarto assalto foi mais do mesmo e Kamaru Usman venceu mais uma vez, abrindo quatro rounds a zero contra o Jorge Masvidal. Continuou o ritmo de toda luta no quinto e último round e o Usman venceu todos os rounds por decisão unânime.

Alexander Volkanovski vence Max Holloway no UFC 251

[VÍDEO] Alexander Volkanovski vence Holloway no UFC 251

A luta co-principal do histórico UFC 251 foi o duelo válido pelo cinturão do peso pena entre Alexander Volkanovski x Max Holloway. Vindo de dezoito vitórias seguidas, Volkanovski fez sua primeira defesa de título contra Holloway que vem de derrota para o atual campeão, que tomou seu título.

Confira também:

Todos os resultados do UFC 251

Ouça nosso podcast – Spotify | Deezer | Itunes

Com previsão de cinco rounds, a luta começou muito estudada, e o campeão soltou os primeiros golpes, rechaçando as tentativas de aproximação do desafiante. Max Holloway caminhava para frente, tentando encontrar a distância e golpeava para somar pontos. Alexander Volkanovski respondia a altura todas a investidas do desafiante. Uma luta totalmente técnica, com golpes friamente calculados, bastante parelha, podendo ser vista uma leva vantagem para o Holloway.

O segundo assalto voltou na mesma proposta o Alexander Volkanovski até tentou abrir vantagem com chutes, mas o Max Holloway ditava o ritmo da luta e depois de boas combinações foi abrindo vantagem no round. Com a longa distância definida, o Holloway usava sua superioridade de envergadura para golpear de forma mais excelente, vencendo mais um round.

Trocação de Alexander Volkanovski e Max Holloway

Alexander Volkanovski voltou para o terceiro round mais agressivo, encurtando a distancia e atingindo mais o seu adversário. O campeão ainda conseguiu grudar o desafiante na grade, mas não saiu nenhum trabalho eficiente de lá, no retorno ao centro do cage, Holloway voltou a esboçar mais agressividade, mas o Volkanovski continuou o ritmo mais intenso até o final e venceu o terceiro assalto.

A agressividade de Volkanovski continuou a prevalecer no início do quarto round. Holloway respondia os golpes, mas o campeão ainda era mais efetivo nesse assalto. Volkanovski conseguiu quedar seu oponente, mas não teve tempo para trabalhar posição de vantagem e a luta voltou de pé. A luta em pé seguiu sendo melhor para o campeão, que empatou a luta.

Sem nada definido, o quinto e último round voltou bastante agressivo, com ambos os lutadores buscando o combate. A trocação insana foi do início ao fim, todo golpe tinha resposta, e seguiu parelha até o final do round, podendo ser atribuída a vitória do round e da luta para qualquer um.

Na soma das papeletas dos árbitros laterais, foi decretada a vitória de Alexander Volkanovski por decisão dividida, mantendo seu título dos penas.

Petr Yan nocauteia José Aldo

[VÍDEO] Petr Yan nocauteia José Aldo no UFC 251

[VÍDEO] Petr Yan nocauteia José Aldo no UFC 251 1
Foto: Paul Miller-USA TODAY Sports

A terceira luta mais importante do histórico UFC 251 é o duelo de peso galo entre Petr Yan x José Aldo. A volta do ‘campeão do povo’ ao octógono mais famoso do mundo, enfrentando o outro candidato ao título da categoria, embalado de nove vitórias.

Confira também:

Todos os resultados do UFC 251

Ouça nosso podcast – Spotify | Deezer | Itunes

Com previsão de cinco rounds, os atletas começaram o combate cautelosos. Atacando pouco e tentando achar a distância. Os atletas se experimentavam aos poucos e a trocação foi esquentando, após ambos se acertarem com jabs, Aldo conseguiu quedar o seu oponente com um chute baixo, que logo voltou de pé.

O brasileiro atacava mais e o russo tentava responder a altura. José Aldo abria margem com os chutes, mas ficou muito parelho quando Aldo ficou por baixo após tentar uma queda. Em posição de desvantagem, o brasileiro passou sufoco nos últimos segundo e quase foi nocauteado.

Confira:

Para o segundo assalto, a luta voltou a amornar. José Aldo novamente chutava bem e marcava bons pontos. A vantagem do atleta da nova união ficou mais clara nesse segundo round. A combinação de jabs e chutes baixos garantiram pontos preciosos, mesmo tendo resposta em boa parte dos golpes, o russo ficou na desvantagem.

No terceiro round desse grande duelo, o brasileiro voltou novamente ditando o ritmo. Na primeira metade do round emplacou boa sequência de socos e chutes, combinando golpes no frontal e na linha de cintura do oponente. O russo investia no contragolpe, e também tocava o brasileiro, mas sem tanta contundência quanto o brasileiro. No último minuto o Petr Yan aproveitou a baixa de guarda do Aldo e combinou bons golpes, mas a vantagem ainda foi do brasileiro.

A trocação franca deu as caras logo no início do quarto assalto. Com o decorrer do round, mesmo parelho o Petr Yan tava levemente em vantagem, emplacando sequência de golpes no frontal do brasileiro. No último minuto, visivelmente cansado e não absolvendo os golpes com tanta excelência, o russu quedou José Aldo e trabalho duros golpes de cima para baixo até o fim e o Petr Yan venceu.

Petr Yan nocauteia e torna-se campeão dos galos

Com nada definido, a luta voltou para o quinto e último round e o Petr Yan acertou um duro soco que fez José Aldo ir a solo. O russo ficou trabalhando por cima, buscando a melhor posição e sem golpeando de forma contundente. Aldo acabou entregando as costas e o Yan martelava a cabeça e as costelas do atleta brasileiro, que só tentava se proteger. Depois de ser massacrado, o árbitro interrompeu e Petr Yan tornou-se o novo campeão.

Gilbert Burns tenta positivo para Covid-19 e está fora do UFC 251

Gilbert Burns testa positivo para Covid-19

Mais um baixa de lutador brasileiro gera dor de cabeça para reorganizar o card. Dessa vez, infelizmente, foi o Gilber Burns que testou positivo para o Covid-19, pandemia que só no Brasil, já infectou mais de 1,5 milhão de pessoas.

O anuncio foi feito pelo próprio atleta por meio de seu Twitter oficial. Na publicação o lutador lamentou o fato e disse que venceria essa luta contra o Corona Vírus.

Alem de Gilbert Burns, membros da sua equipe também testaram positivo para a Covid-19. Herbert Burns, irmão do lutador e o técnico Greg Jones foram também infectados. Ambos já estavam em Las Vegas aguardando o voo com sentido a Abu Dhabi, onde fica a Ilha da Luta, local de realização dos últimos evento em período de isolamento social.

O mesmo aconteceu com Ronaldo Jacaré que foi retirado do card do UFC 249 após ele e membros da equipe testarem positivo para contaminação do vírus chinês.

Ontem (03) foi ainda um dia de tristeza para o público do MMA, pelo falecimento do pai de Khabib Nurmagomedov, O treinador Abdulmanap Nurmagomedov estava infectado e infelizmente não resistiu a essa batalha.

Sabendo da seriedade da doença, o UFC continua sendo bastante rigoroso com o cuidado da saúde dos atletas e suas equipes. A organização ainda não anunciou uma reposição para Gilbert Burns até o fechamento dessa matéria.

Gilbert Burns testa positivo para Covid-19 2
Foto oficial do evento antes da saída do Gilbert Burns
CARD DE UFC 251 SEM GILBERT BURNS

CARD PRINCIPAL:
Peso-meio-médio: Kamaru Usman x Adversário a ser anunciado
Peso-pena: Alexander Volkanovski x Max Holloway
Peso-galo: Petr Yan x José Aldo
Peso-palha: Jéssica Bate-Estaca x Rose Namajunas
Peso-mosca: Amanda Ribas x Paige VanZant

CARD PRELIMINAR:
Peso-meio-pesado: Volkan Oezdemir x Jiri Prochazka
Peso-meio-médio: Elizeu Capoeira x Muslim Salikhov
Peso-pena: Makwan Amirkhani x Danny Henry
Peso-leve: Léo Santos x Roman Bogatov
Peso-pesado: Marcin Tybura x Alexander Romanov
Peso-mosca: Raulian Paiva x Zhalgas Zhumagulov
Peso-galo: Karol Rosa x Vanessa Melo
Peso-galo: Martin Day x Davey Grant

[VÍDEO] #20 – Podcast: palpites do UFC Austin e muita resenha

A resenha está de volta! Tarcio Martins, Flávio Schulte, Robson Rocha e Richard Oliveira prestam contas de apostas no UFC Blaydes vs Volkov, e mandam seus palpites para o UFC Austin, contando também com a participação de Paolo Osório. 

Siga nossas redes sociais, assine nosso feed e receba como notificações a cada novo episódio. Também estamos em vídeo no Youtube, e em áudio no Spotify, iTunes, Google Podcasts, Anchor e Deezer. 

Leia também

Dana dispara sobre performance de Blaydes: “Você pareceu estúpido”Confira todos os resultados do UFC Las Vegas

[VÍDEO] #20 - Podcast: palpites do UFC Austin e muita resenha 3
UFC AUSTIN: Ouça nosso podcast – Spotify | Deezer | Itunes
UFC AUSTIN: Veja o podcast
CARD DO UFC AUSTIN

CARD DO UFC AUSTIN
27 de junho de 2020, em Las Vegas (EUA)
CARD PRINCIPAL:
Peso-leve: Dustin Poirier x Dan Hooker
Peso-meio-médio: Mickey Gall x Mike Perry
Peso-médio: Brendan Allen x Kyle Daukaus
Peso-pesado: Gian Villante x Maurice Greene


CARD PRELIMINAR:
Peso-mosca: Miranda Maverick x Mara Romero Borella
Peso-meio-médio: Takashi Sato x Ramiz Brahimaj
Peso-palha: Kay Hansen x Jinh Yu Frey
Peso-pena: Jordan Griffin x Youssef Zalal
Peso-leve: Luis Peña x Khama Worthy
Peso-pesado: Philipe Lins x Tanner Boser
Peso-casado (68kg): Sean Woodson x Kyle Nelson

Ferguson e Gaethje se enfrentam na Flórida

[VÍDEO] Ferguson e Gaethje se enfrentam na Flórida

Para os fãs de UFC (Ultime Fighting Championship), o grande dia se aproxima. À medida que o tempo passa, a ânsia aumenta. Em um inesperado frente a frente, Tony Ferguson enfrentará Justin Gaethje pelo cinturão (interino) na categoria de peso-leve.

Kabib Nurmagomedov, atual campeão de peso-leve, não vai poder abandonar solo russo para defender seu título. No entanto, Dana White, presidente da UFC, já anunciou que a briga pelo título de peso-leve vai mesmo se realizar: vai ter combate com o estatuto em jogo, ainda que a título interino. 

Uma vez confirmada a impossibilidade de Khabib Nurmagomedov lutar pelo título de peso-leve (até 70,3 kg) que está em sua posse, o UFC se prontificou a encontrar um adversário para medir forças com Tony Ferguson. Justin Gaethje, atual número 4 do ranking de peso-leve, foi contatado pelos responsáveis do UFC e aceitou o convite para participar do duelo que estava inicialmente marcado para 18 de abril, mas que sofreu reagendamento. Desse modo, Justin Gaethje e Tony Ferguson vão subir ao ringue e protagonizar a disputa. 

Uma vez definido o combate, foi anunciado, em 24 de abril, que 0 UFC 249 – evento que contempla o combate entre Ferguson e Gaethje – terá lugar na VyStar Veterans Memorial Arena, em Jacksonville, no estado da Flórida, nos Estados Unidos. O evento vai ser disputado com portões fechados, mas será alvo de transmissão à escala mundial, suscitando grande interesse nos quatro cantos do globo. 

A disputa entre Tony Ferguson e Justin Gaethje vai ser a luta principal da UFC 249, mas o evento terá outros combates bem interessantes no Card Principal, sendo alguns deles Henry Cejudo x Dominick Cruz, Francis Ngannou x Jairzinho Rozenstruik, Jeremy Stephens x Calvin Kattar e Greg Hardy x Yorgan De Castro.

Tony Ferguson é favorito

As primeiras odds para o combate de  Tony Ferguson vs Justin Gaethje no UFC 249 estão disponíveis e colocam o favoritismo do lado de Tony Ferguson. Para lá do mercado de vitória, há também mercados associados ao método dessa mesma vitória, ou seja, para determinar de que forma o combate irá terminar. No momento em que escrevemos essas linhas, as cotações indicam que a probabilidade mais forte é a de Ferguson vencer por KO, TKO ou DQ. No entanto, há mais mercados para explorar na hora e investir nesse combate, como os voltados para as apostas por ronda, ou seja, para quem vai vencer cada um dos assaltos do combate.

O frente a frente entre Tony Fergunson e Justin Gaethje no UFC 249 está agendado para o dia 9 de maio de 2020 e terá início às 21 horas, horário de Brasília. Conseguirá Ferguson dar sequência à série de 12 vitórias para manter o cinturão a título interino antes de enfrentar Khabib Nurmagomedov no final do ano? Teremos uma ideia mais clara disso com a luta contra Justin Gaethje, a “ameaça inesperada” que Ferguson no momento se prepara para enfrentar.

Jon Jones foi preso mais uma vez

Jon Jones foi preso mais uma vez

O tido por muitos como maior lutador de todos os tempos, mais uma vez estampa as páginas policiais. Jon Jones foi preso mais uma vez nos Estados Unidos, depois de histórico não tão antigo de várias polêmicas.

Jon Bones Jones foi detido pela polícia de Albuquerque, no Novo México, por dirigir embriagado e uso negligente de arma de fogo.

Ouça nosso podcast: Spotify | Deezer | Itunes
Leia também:

– MMA X Coronavírus: últimas atualizações

– 13 lutadores são demitidos do UFC

Informações de como Jon Jones foi preso

Quem tratou de apurar e noticiar o ocorrido, foi o portal americano especializado em MMA, o “MMA Fighting”. O veículo publicou que a prisão do lutador do UFC aconteceu hoje (26), por volta de 1h da manhã.

Segundo essa mesma fonte, o atleta não encontra-se mais sob a custódia da polícia, já tendo sido liberado. Jon Jones é campeão do peso meio-pesado do UFC e é o primeiro colocado do ranking peso-por-peso da organização.

Os policias que deram voz de prisão relataram que houve disparo de armas de fogo e que Jones havia tido um péssimo resultado do teste do bafômetro, estando acima do dobro do limite permitido. A arma encontrada com o lutador foi recolhida e passará por perícias, para averiguar se há participação em outros crimes.

Essa prisão está longe de ser um fato isolado na vida do Jones. Jon Jones foi preso anteriormente, já foi flagrado no doping, o uso recreativo de drogas psicoativas etc, já fazem parte do histórico do lutador.

coronavirus no mma

1º caso de Coronavírus no MMA

Um ex-lutador e atualmente treinador de artes marciais mistas é o primeiro caso de Coronavírus no MMA. O nome dele é Cristian ‘Mano di Pietra’ Binda, da Itália, local onde também contraiu a doença.

Foi na manhã do último sábado (21), que o ex-lutador usou as suas redes sociais para falar com amigos, familiares e fãs sobre a sua situação. No comunicado, Cristian Binda disse estar se sentindo melhor, depois de vários sintomas severos da COVID-19.

Ouça nosso podcast: Spotify | Deezer | Itunes

Leia também:

– Paulo Borrachinha debocha do Coronavírus

– MMA x Coronavírus: últimas atualizações

Comunicado do 1º caso de Coronavírus no MMA:

“Oi, pessoal. Quero que todos saibam que estou me sentindo melhor agora. Para resumir: após nove dias de febre alta e tosse, eu já não conseguia mais respirar e tive que dar o braço a torcer e ir para o hospital. Foi internado no Hospital Sant’Anna, em Como, e depois fui transferido para Lanzo D’Intelvi. Fui diagnosticado com pneumonia e, obviamente, COVID-19. Agora estou tentando voltar ao normal, para poder voltar mais forte que antes,”, declarou o ex-lutador e atual técnico de MMA.

Cristian foi pioneiro do MMA na Itália, lutando profissionalmente desde o ano de 2006 e suas últimas três lutas foi pelo Venator Fighting Championship. O ‘Mano di Pietra’ dentre vários outro eventos, têm passagem pelo Cage Rage e Cage Warriors.

O primeiro caso de Coronavírus no MMA se manifestou no veterano de 42 anos que tem no seu cartel 21 lutas. Venceu 11 e perdeu as outras 10.

Incidente de Conor McGregor faz ser excluídas três lutas do UFC 223

Conor McGregor alerta sobre o Coronavírus

O irlandês Conor McGregor usou suas redes sociais para alertar a população irlandesa da importância de manter-se firma na quarentena. Foi hoje (21), que o lutador do UFC usou suas redes sociais para se manifestar sobre a pandemia que amedronta o planeta.

Já são mais de dez mil mortos pelo mundo causado pelo virus COVID-19 e, ter pessoas públicas reforçando as recomendações da Organização Mundial da Saúde é de grande importância.

Ouça nosso podcast: Spotify | Deezer | Itunes

Leia também:

Paulo Borrachinha debocha do Coronavírus

MMA x Coronavírus: últimas atualizações

Mensagem de Conor McGregor

– “Lembrete rápido para permanecer vigilante com nosso esforço da quarentena, equipe da Irlanda!

Vimos uma queda nos últimos 3 dias no número de infectados. De 191 casos na quinta-feira, 19 de março (nosso dia mais pesado até o momento) até uma leve diminuição de 126 no dia seguinte, sexta-feira 20 de março. Até hoje, sábado, 21 de março, um número total de 102 novos casos.
Estas são gotas encorajadoras a cada dia que passamos, ainda estamos acima de 100 por dia.

Como hoje é sábado e o pico de nosso fim de semana, mais o fato de termos recebido números mais baixos a cada dia, todos nos sentiremos tentados a sair e voltar a viver nossas vidas novamente. Mas agora é a hora de permanecermos mais vigilantes! Permaneça mais vigilante e coloque-se totalmente na cama. Caso contrário, corremos o risco de girar em círculos com esses números até atingirem um pico que não podemos conter.

Fique firme na Irlanda! Nós vamos fazer isso! Juntos em unidade!
Deus acelere a todos ao redor do mundo lutando contra esse vírus. Lutamos lado a lado!  O trabalho em equipe faz o sonho funcionar, Deus abençoe!” – Escreveu o lutador Conor McGregor em suas redes sociais.

Conor não tem nenhuma luta marcada até o presente momento. Sua última luta foi em Janeiro, no evento de número 246, onde venceu por nocaute Donald Cerrone.

Paulo Borrachinha

Paulo Borrachinha ironiza Coronavírus

O brasileiro Paulo Borrachinha, forte candidato ao título do peso médio do UFC, ignorou as recomendações da Organização Mundial da Saúde e ironizou o COVID-19, vulgarmente conhecido como o Coronavírus.

Após fazer aparições em meio a aglomerações ao lado do presidente do Brasil Jair Bolsonaro, na última semana, o Paulo Borrachinha fez questão de registrar e publicar o momento em suas redes sociais.

Ouça nosso podcast: Spotify | Deezer | Itunes
Leia também:

– MMA X Coronavírus: últimas atualizações

– 13 lutadores são demitidos do UFC

Na publicação feita em sua conta oficial do Instagram, Borrachinha debochou “Corona para mim, é cerveja”, fazendo alusão a uma marca de bebida alcoólica de origem mexicana muito consumida aqui no Brasil.

Houve comentários apoiando e também criticando o atleta do UFC nessa publicação, mas ele não chegou a responder nenhum.

Vale lembrar que essa matéria não faz juízo de valor entre ser a atitude do lutador correta ou não. É apenas o relatar dos fatos ocorridos, cabendo aos leitores a interpretação dos fatos.

MMA X CORONAVIRUS

MMA x Coronavírus: últimas atualizações

Diante da pandemia que assusta a população mundial, deixaremos aqui uma publicação para reunir todas as notícias envolvendo MMA X Coronavírus.

Esse espaço será utilizado para facilitar o acesso a informações em relação ao MMA X Coronavírus, seja cancelamento de eventos, fechamento dos portões, atletas infectados ou sob suspeita dentre outras possíveis informações.

Ouça nosso podcast: Spotify | Deezer | Itunes

Notícias: MMA X Coronavírus
  • 13/03 – Bellator cancela edição de número 241 por conta de pandemia.
  • 28/02 – One Championship promover evento com portas fechadas.

SALÁRIOS DO UFC BRASÍLIA

Confira os salários do UFC Brasília

Um atípico UFC aconteceu no Distrito Federal. Com os portões completamente fechado até para a imprensa, o Ultimate realizou um evento no dia 14 de Março. Como de praxe, passamos para divulgar a lista dos salários do UFC Brasília.

Após quase ser cancelado após a pandemia do COVID-19 chegar forte em Brasília, o Ultimate resolveu realizar o evento de portões fechados após o decreto do Governador do DF. Mesmo com a atipicidade, todas as lutas do evento foram realizadas.

Ouça nosso podcast: Spotify | Deezer | Itunes
Leia também:

– 13 lutadores são demitidos do UFC

– Confira todos os salários do UFC 247

Como já era esperado, o vencedor da luta principal. Após finalizar Kelvin Lee em uma guilhotina, o brasileiro Charles do Bronx faturou $307.200 (trezentos e sete mil e duzentos dólares), na cotação atual do dólar, se convertido para o Real, fica cerca de R$ 1.555.000 (um milhão, quinhentos e cinquenta e cinco mil reais).

Seu adversário, Kelvin Lee, após a derrota, embolsou a quantia de $83.800 (oitenta e três mil e oitocentos dólares). A segunda maior bolsa da noite foi a do Nikita Krylov, que venceu o brasileiro Johnny Walker e faturou $180,000 (cento e oitenta mil dólares).

É importante destacar aqui que as quantias citadas já estão com eventuais bônus de vitória e performance embutidos, bem como as eventuais multas ou acréscimos da perda de peso. Da mesma forma, é importante salientar que a venda de Pey-per-view não está no meio dessa somatória.

Os salários do UFC Brasília não são divulgados pela Comissão Atlética Brasileira de MMA, portanto, nenhum dos dados salariais a seguir para o evento é oficial, é uma estimativa feita pelo portar The Sports Daily, ou seja, essas informações não são da Tudo Sobre MMA, é apenas uma reprodução.

Confira todos os salários do UFC Brasília:

Charles Oliveira: $307,200

Kevin Lee: $83,800

Nikita Krylov: $180,000

Gilbert Burns: $160,000

Demian Maia: $112,000

Francisco Trinaldo: $108,000

Maryna Moroz: $105,000

Brandon Moreno: $71,000

Rani Yahya: $70,000

Renato Moicano: $69,000

Mayra Bueno Silva: $65,500

John Makdessi: $61,000

Jussier Formiga: $59,000

Elizeu Zaleski dos Santos: $57,000

Johnny Walker: $51,000

Randa Markos: $42,000

Enrique Barzola: $32,000

Amanda Ribas: $31,500

Bea Malecki: $27,500

David Dvorak: $23,500

Damir Hadzovic: $21,000

Alexey Kunchenko: $18,000

Veronica Macedo: $16,000

Bruno Silva: $13,500

Demian Maia

1 luta para Demian Maia se aposentar

O lutador veterano do UFC, Demian Maia, revelou em entrevista que deverá fazer apenas mais uma luta antes de pendurar definitivamente as luvas e se afastar do MMA.

Foi em entrevista na zona mista do UFC Brasília, após ser derrotado por nocaute por Gilbert Durinho, que Demian Maia revelou que provavelmente fará mais uma luta como atleta profissional de MMA, e que irá se aposentar do esporte.

Ouça nosso podcast: Spotify | Deezer | Itunes
Leia também:

– 13 lutadores são demitidos do UFC

– Confira todos os salários do UFC 247

Entrevista com Demian Maia

O brasileiro estava visivelmente triste pelo sua derrota relâmpago, deu nome a dois possíveis adversários e que após a aposentadoria deve apoiar mais assiduamente projetos sociais após pendurar as luvas.

Duas possibilidades para o Maia se despedir no Brasil é em maio, no UFC que está marcado para a cidade de São Paulo – SP e em novembro, onde acontecerá o UFC Rio 11 no Rio de Janeiro – RJ.

Carreira de Demian Maia

Aos 42 anos de idade, o veterano casca-grossa do jiu-jitsu chegou ao UFC Brasília com uma sequência de três vitórias. Demian luta como profissional de MMA desde 2001 e tem no seu vasto cartel 38 combates, tendo vencido 28 vezes e amargado 10 derrotas.

lutadores são demitidos do UFC

13 lutadores são demitidos do UFC

Em época de paralisações de atividades, cancelamento de eventos e preocupação com a pandemia do COVID-19 o RH (recursos humanos) do Ultimate trabalha a todo vapor e 13 lutadores são demitidos do UFC.

Dentre os 13 lutadores que foram demitidos do UFC, constam o nome de três brasileiros. Vale lembrar que recentemente o UFC já demitiu oito lutadores do seu plantel de funcionários e agora essa nova lista chega ainda maior.

Ouça nosso podcast: Spotify | Deezer | Itunes
Leia também:

– Confira todos os salários do UFC 247

– Conheça os materiais do cinturão do UFC

Nenhum nome de muita expressão esteve na lista dos 13 demitidos do Ultimate. Entre os brasileiros está a Isabela de Padua, que só lutou uma vez pela organização e está suspensa por dois anos por ter sido flagrada no doping. Os outros dois são Marcos Mariano, que lutou duas vezes no Ultimate e perdeu as duas, e Talita Bernardo que tem três derrotas em quatro lutas pela organização.

Lista completa dos lutadores demitidos do UFC

Isabela de Padua 

Marcos Mariano 

Talita Bernardo 

– Chance Rencountre

– Cyril Asker 

– Dong Hyun Ma 

– Jodie Esquibel

– Khalid Murtazaliev 

– Kyle Prepolec 

– Mairbek Taisumov 

– Matthew Lopez 

– Tonya Evinger 

– Zhenhong Lu 

UFC BRASÍLIA: Charles do Bronx finalizou Kelvin Lee

Sob muita dúvidas do acontecimento do evento, Kelvin Lee e Charles do Bronx subiram ao octógono mais famoso do mundo. Eles foram as estrelas principais de mais um histórico evento em solo brasileiro, mais precisamente em Brasília – DF.

Ouça nosso podcast: Spotify | Deezer | Itunes
Leia também:

– Confira todos os salários do UFC 247

– Conheça os materiais do cinturão do UFC

A luta começou eletrizante com o Charles do Bronx tomando mais iniciativa do combate, mas Kelvin Lee não se deixou intimidar e contra-golpeou a altura. A luta foi para o solo, Kelvin Lee caiu por cima mas o Charles era quem tomava mais iniciativa, variou na tentativa de várias finalizações e o Lee só se defendia. O volume de jogo do brasileiro lhe deram margem para vencer o primeiro round.

O segundo assalto voltou numa proposta diferente e o brasileiro foi para a trocação franca com o Kelvin Lee. O Charles do Bronx ditou o ritmo da trocação, abriu margem, forçando o Lee a aplicar a queda, o brasileiro quase finalizou por duas vezes, mas não conseguiu. A luta amornou com o Kelvin Lee trabalhando por cima, o último minuto foi mais movimentado e o Charles levou mais um round.

O terceirou round começou com o Kelvin Lee tomando a iniciativa e conectando bons golpes. Em uma tentativa de queda o Charles do Bronx encaixou a guilhotina, forçando o Lee a bater em sinal de desistência.

Carreira de Kelvin Lee e Charles do Bronx

Com 27 anos de idade, o atual oitavo colocado do ranking dos leves, luta como profissional de MMA desde o ano de 2012. Em seu cartel, possui 24 combates, tendo vencido em 19 oportunidades e amargado 5 derrotas.

Atualmente com 30 anos e chegando em Brasília com uma sequência de seis vitórias, o atual decimo terceiro do ranking dos leves chegou para o evento para fazer sua luta de número 38. Lutando profissionalmente desde 2008, tem em seu cartel 28 vitórias, 9 derrotas e 1 ‘no contest’