Após perder eleição, Rony Jason diz que vai ‘colocar fogo’ em bandeira de Quixadá

O ex-lutador do UFC, Rony Jason foi candidato a vereador pela cidade de Quixadá (Ceará) nas eleições 2020. Prata da casa, o atleta conseguiu 96 votos e não foi eleito.

Em um áudio que começou a circular neste domingo (15) após a apuração de votos, Rony Jason se mostrou bastante insatisfeito com a votação e se revoltou em um grupo no WhatsApp, onde supostamente estava apoiadores de sua campanha.

“Eu tirei menos votos do que pessoas que tem aqui no grupo. Eu imagino que num grupo desse aqui, no mínimo, teria um voto a mais ou então multiplicaria por dois”, falou Rony na gravação.

Ainda no áudio, Jason falou em “humilhação” e afirmou que colocaria fogo na bandeira de Quixadá.

“Amanhã eu estou tocando fogo na bandeira que eu tenho de Quixadá. Porque eu não vou tá me arrombando todo com mais de 120 pontos no rosto, levantando a bandeira de Quixadá, pra ser tão humilhado como eu fui nessa eleição”, disse Rony Jason.

Ouça nosso podcast – Spotify | Deezer | Itunes

Procurado pelo “Tudo Sobre MMA”, o cearense revelou não estar arrependido pelo áudio, porém voltou atrás e falou que não colocará fogo na bandeira da sua cidade natal.

“Não trabalho com falsidade, falei mesmo! Eu sangro por essa cidade e uma parte dela é corrupta. Fiz uma campanha limpa e honesta, e jamais colocaria fogo na minha bandeira. Defendo a cidade e minha bandeira a 21 anos. Fiz o áudio no calor do momento, onde vi que nem pessoas da minha família votaram em mim”, desabou Rony Jason de forma exclusiva para o Tudo Sobre MMA.

Leia também: Lutador do UFC é condenado a 22 meses de cadeia