• Início
  • Notícias
  • Conor McGregor aceita acordo com justiça americana e está livre para lutar

Conor McGregor aceita acordo com justiça americana e está livre para lutar

https://secure.gravatar.com/avatar/9f330f26a091140553ebb0d61519ab19?s=96&d=mm&r=g

Dario Ferrari

26/07/2018

Todo mundo lembra do ataque do irlandês ex-campeão peso-pena e peso-leve do UFC Conor McGregor ao ônibus com lutadores e profissionais da imprensa em Nova Iorque, nos Estados Unidos em 6 de abril deste ano, uma sexta-feira, onde o lutador atirou um carrinho de mão em uma das janelas, ferindo, inclusive, os atletas Michael Chiesa e Ray Borg, que participariam do card do UFC 223, mas que tiveram de ser retirados do card por conta de ferimentos causados pelos estilhaços do vidro quebrado.

No dia seguinte, 7 de abril, Conor McGregor entregou-se à Polícia de Nova Iorque junto de seus amigos, e, nesta quinta-feira (26), ‘Notorious’ teve sua ‘pena’ decretada pela justiça do Estado norte americano, que decretou que o ex-campeão terá sua ficha limpa, ficando, à partir deste dia, livre para retornar ao octógono mais famoso do mundo, tendo apenas, que, cumprir serviços comunitários (McGregor por 5 dias e seu amigo por três) e a participar de sessões para ter um autocontrole de suas atitudes.

Leia também: Alex Cowboy enfrenta Neil Magny no UFC São Paulo

Conor havia recebido uma dezena de acusações, incluindo incluindo crimes graves, por agressão e que poderiam fazer com que o milionário lutador pudesse pegar penas de até sete anos de reclusão, e teve todas as acusações retiradas pelo juiz Raymond Rodriguez, que foi o responsável por ler a sentença do irlandês.

Conor McGregor e seu amigo, ou melhor dizendo, comparsa  Cian Cowley, declararam-se cupados por conduta desordeira, vandalismo e as demais acusações foram retiradas.